Leitura bíblica - dia 31

Gênesis 31
Graças a anos de trabalho de Jacó,  a riqueza de Labão se multiplicou.  Mas os filhos de Labão enxergam isso de outra forma, afirmando que Jacó enriquecera as custas de Labão.  Deus instrui a Jacó para que volte para a sua terra. Então, ele combina com suas esposas e todos fogem em segredo. Antes disso, Rebeca rouba os ídolos de seu pai.  Três dias depois,  Labão descobre e sai em sua captura. Quando os encontra,  se dá uma longa conversa, passando toda a história a limpo e no final chegam a um acordo e selam um pacto de paz. Na manhã seguinte Jacó e sua família seguem caminho e Labão volta para sua terra.

Salmos 31
O salmista em extrema aflição apela ao seu Deus por ajuda com muita confiança e importunação santa, e logo encontra sua mente tão fortalecida que ele magnifica o Senhor pela sua bondade. Alguns opinaram que a ocasião em sua vida atribulada que levou a este salmo foi a perfídia dos homens de Queila, e nós nos sentimos muito inclinados a aceitar essa conjetura, mas, após refletirmos, parece-nos que seu tom muito lamentoso e sua alusão à iniqüidade deles pedem uma data mais tardia, e pode ser mais satisfatório ilustrá-lo pelo período quando Absalão se rebelou, e Davi soube que seus cortesãos tinham fugido dele, enquanto lábios mentirosos espalharam mil rumores maliciosos contra ele. Talvez seja até bom não termos a menção de uma época determinada, ou nos preocuparíamos tanto ao aplicá-lo ao caso de Davi que nos esqueceríamos de como se adequa bem à nossa própria experiência.

Marcos 3
Muitos até hoje consideram as tradições mais importantes do que o próprio ser humano.  Por isso os religiosos ficaram indignados quando Jesus se propôs a curar a mão de um homem no sábado.  Essa é uma das passagens onde vemos Jesus, que é justo, misericordioso e amoroso, irado:

"Irado, olhou para os que estavam à sua volta e, profundamente entristecido por causa dos seus corações endurecidos, disse ao homem: 'Estenda a mão'. Ele a estendeu, e ela foi restaurada."
(Marcos 3:5)

Em vez de se alegrarem com o homem curado, os religiosos têm outros sentimentos:

"Então os fariseus saíram e começaram a conspirar com os herodianos contra Jesus, sobre como poderiam matá-lo."
(Marcos 3:6)