Leitura bíblica - dia 53

Moisés pastoreava os rebanhos de seu sogro, quando em um monte viu uma moita em chamas que não se consumia pelo fogo.  Curioso,  aproximou-se e lhe apareceu o Anjo do Senhor. Disse que ouviu o clamor dos hebreus, que vinham sendo escravizados pelo Egito, e desceu para libertá-los. Convocou a Moisés para liderar essa missão. Nesta ocasião,  Deus revela o seu nome:

Então disse Moisés a Deus: Eis que quando eu for aos filhos de Israel, e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me perguntarem: Qual é o seu nome? Que lhes direi?

Respondeu Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós.
(Êxodo 3:13-14)

Ora, para que servem os nomes, se não para nos distinguirmos uns dos outros? Deus não precisa de um nome distintivo porque Ele É Unico! Nossa mente limitada precisa de nomes, titulos, denominações...
Dessa necessidade surgiram nomes para Deus. Na Torá, Eu Sou aparece como o tetragrama YHWH. Por ser uma palavra impronunciável, foi traduzida para Yaweh, mais tarde Javé e depois Jeová. Uma solução humana para uma necessidade humana.

A má natureza do homem é aqui trazida aos nossos olhos uma segunda vez, quase com as mesmas palavras inspiradas. Nem todas as repetições são vãs. Nós aprendemos devagar e precisamos de cada um dos seus versículos. Davi, depois de uma longa vida, não tinha melhor opinião dos homens do que tivera antes. A Escritura Sagrada nunca se repete desnecessariamente; há bom motivo para a segunda cópia do salmo; e devemos lê-lo com mais atenção do que antes. Se nossa idade já avançou do quatorze aos cinqüenta e três, acharemos a doutrina deste salmo mais evidente do que em nossa mocidade. O leitor é convidado a examinar o salmo 14.

Jesus convoca 70 discípulos e os envia de dois em dois para vários lugares, com poder de cura.
Preste atenção nesta orientação que ele dá:

"Também, em qualquer cidade em que entrardes, e vos receberem, comei do que puserem diante de vós.

Curai os enfermos que nela houver, e dizer-lhes: É chegado a vós o reino de Deus.
Mas em qualquer cidade em que entrardes, e vos não receberem, saindo pelas ruas, dizei:
Até o pó da vossa cidade, que se nos pegou aos pés, sacudimos contra vós. Contudo, sabei isto: que o reino de Deus é chegado."
(Lucas 10:8-11)

Jesus ordena que a frase "é chegado o Reino de Deus" seja declarada tanto para os que o recebem como para os que não o recebem.
Todos um dia estaremos diante de Deus.  Isso é uma excelente notícia pra uns e uma péssima notícia para outros.