Leitura bíblica - dia 83

Êxodo 32
O ser humano tem uma natureza idólatra e os hebreus estavam sedentos por algo a ser adorado,  enquanto Moisés recebia as instruções de Deus.

"O povo, ao ver que Moisés demorava a descer do monte, juntou-se ao redor de Arão e lhe disse: "Venha, faça para nós deuses que nos conduzam, pois a esse Moisés, o homem que nos tirou do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu".
(Êxodo 32:1)

Interessante observar que Arão atendeu ao pedido do povo, no mesmo instante em que Deus passava instruções para Moisés fazer dele (Arão) o sacerdote e posteriormente toda sua descendência.

"Então todo o povo, tirando os pendentes de ouro que estavam nas suas orelhas, os trouxe a Arão; ele os recebeu de suas mãos, e com um buril deu forma ao ouro, e dele fez um bezerro de fundição. Então eles exclamaram: Eis aqui, ó Israel, o teu deus, que te tirou da terra do Egito. E Arão, vendo isto, edificou um altar diante do bezerro e, fazendo uma proclamação, disse: Amanhã haverá festa ao Senhor."
(Êxodo 32:3-5)

Furioso com a situação, Deus diz a Moisés que o povo se corrompeu e portanto seria destruído. Moisés intercede pelos israelitas e clama por misericórdia e é atendido.

"Temos que cuidar para não sermos mansos contra a honra e o mandamento de Deus. Pois está escrito acerca de Moisés que ele era o mais manso dos homens na face da terra.  Ainda assim, quando os judeus adoraram o bezerro de ouro e enfureceram a Deus,  Moisés matou muitos deles e com isso levou Deus novamente a conciliação. Assim,  não é cabível que fiquemos calados  quando a autoridade tira folga e deixa o pecado reinar."
(Martinho Lutero)

Salmos 82
Um salmo de Asafe. Este poeta do templo age aqui como um pregador para a corte e para a magistratura. Homens que fazem uma coisa bem, em geral, se prestam bem a outra; aquele que escreve bons versículos dificilmente não é capaz de pregar. Que pregação nos teria dado Milton se tivesse entrado no púlpito, ou se Virgílio tivesse sido um apóstolo.

O sermão de Asafe diante dos juízes está agora à nossa frente. Ele fala com muita clareza, e seu canto é mais caracterizado pela força do que pela doçura. Temos aqui uma prova clara de que não é preciso que todos os salmos e hinos sejam expressões diretas de louvor a Deus; podemos, de acordo com o exemplo deste salmo, admoestar um ao outro em nossas canções. Asafe sem dúvida viu em volta dele muito suborno e corrupção, e enquanto Davi punia-os com a espada, ele resolveu procurar corrigi-los com um salmo profético. Fazendo isso, o doce cantor não estava esquecendo sua profissão como músico do Senhor, mas antes o desempenhava de modo prático em outro departamento. Estava louvando a Deus quando repreendia o pecado que o desonrava, e se ele não fazia música, estava fazendo calar a discórdia quando mandou governantes dispensar justiça com imparcialidade.
(Charles Spurgeon)

João 15
Um bom vinhateiro não se contenta em ter uma boa videira e ramos verdadeiros.  Ele quer ter uma videira e ramos que produzam muito fruto. Por isso ele cuida de sua videira, limpa, poda e lhe remove as folhas em excesso. Ajuda-a e a cultiva para que ela se torne cada vez maior e produza sempre mais.  Isso só acontece se efetivamente ela for cuidada dessa maneira.  Deus faz o mesmo com cada cristão,  seja ele um pregador, um aluno ou um ouvinte. Deus não permite que ele fique ocioso, mas lhe envia tentações que o obrigam a exercitar sua fé,  deixando que o diabo e o mundo o acossem com perseguições externas e internas. Dessa maneira ele mantém os ramos limpos e os cultiva para que se tornem maiores e mais fortes.
(Martinho Lutero)