Leitura bíblica - dia 84

https://youtu.be/G4yhgild3hUhttps://youtu.be/G4yhgild3hUÊxodo 33

https://youtu.be/UXde7NzHuj0

Mesmo após o episódio do bezerro de ouro, Deus ordena que o povo siga para a terra prometida e promete mandar um anjo à frente e expulsar os inimigos do caminho. Porém, avisa que Ele próprio não estará mais com eles.

"Eu não irei com vocês, pois vocês são um povo obstinado, e eu poderia destruí-los no caminho".
(Êxodo 33:3)

Ao ouvir essas palavras, o povo chorou muito.

Moisés costumava montar uma tenda do lado de fora do acampamento a qual chamava Tenda do Encontro. Quando ele entrava, a coluna de nuvem descia e ficava à entrada da tenda, enquanto ele falava com Deus face a face.  Em um desses encontros, Moisés disse a Deus que não faria sentido continuar a viagem sem a Sua presença e que longe dEle, seriam como qualquer outro povo.
Deus disse então, que continuaria com eles por que se agradava de Moisés.

Entre os versículos 18 e 23 temos uma pequena idéia do que seria a Glória de Deus. Moisés pede para vê-la. O Senhor diz que a revelará em parte, mas preparará todo um esquema para que Moisés fique protegido enquanto isso acontece.

"Quando a minha glória passar, eu o colocarei numa fenda da rocha e o cobrirei com a minha mão até que eu tenha acabado de passar.
(Êxodo 33:22)

Salmos 83

https://youtu.be/dsZYX-U5LDc

Esta é a última ocasião em que nos encontraremos com este escritor eloqüente. O poeta patriótico canta de novo as guerras e os perigos iminentes, mas não é nenhum canto irreligioso de uma nação que não pensa e entra em guerra levianamente. Asafe, o vidente, tem consciência dos perigos sérios que surgem das poderosas nações confederadas, mas sua alma em fé se firma em Jeová, enquanto que como poeta pregador ele estimula seus conterrâneos à oração por meio deste poema lírico sacro. O Asafe que pôs no papel este canto muito provavelmente foi a pessoa a que se faz referência em 2Cr 20.14, pois a evidência interna relacionando o assunto do salmo aos tempos de Josafá é fortíssima. A divisão no acampamento dos povos confederados no deserto de Tecoa não só acabou com sua liga, mas levou a uma grande matança, o que prejudicou o poder de algumas das nações por muitos anos. Pensavam destruir Israel, e destruíram-se uns aos outros.
( Charles Spurgeon )

João 16

https://youtu.be/G4yhgild3hU

Em clima de despedida, Jesus profetiza o que havia de acontecer com aqueles discípulos e que ainda hoje continua acontecendo ao redor do mundo com os cristãos:

"Vocês serão expulsos das sinagogas; de fato, virá o tempo quando quem os matar pensará que está prestando culto a Deus. Farão essas coisas porque não conheceram nem o Pai, nem a mim.
(João 16:2-3)

Em seguida, Jesus anuncia aos discípulos que deveria ir para que viesse a eles o Espírito Santo.