Leitura bíblica - dia 90

Êxodo 37
Para quem se interessa por arqueologia bíblica, relíquias, arte israelita entre outros assuntos similares, Bezalel é o nome do cara! Ele é simplesmente o artista que foi capacitado por Deus para confeccionar a Arca da Aliança! E não apenas isso. Fez também a mesa, o candelabro, os utensílios... Tudo o que, durante séculos, representou as coisas sagradas para o povo judeu, tanto no Tabernáculo como mais tarde no Templo. Este capítulo ressalta o seu trabalho.

Salmos 87
Um salmo ou cântico para os filhos de Corá. Um hino sagrado e um poema nacional. Uma teocracia combina as idéias religiosas e patrióticas em um só, e à medida que nações se tornam cristianizadas, suas canções populares se tornarão profundamente impregnadas de sentimentos piedosos. Julgado por esse padrão, nossa própria terra está muitíssimo atrasada. Este "salmo ou canção" foi composto pelos filhos de Corá ou foi dedicado a eles: como eles guardavam as portas da casa do Senhor, podiam usar esta bela composição como um salmo dentro das portas, e como um canto fora.
(Charles Spurgeon)

Atos 2
Passaram-se 50 dias desde que Jesus havia ressuscitado. No quinquagésimo dia depois da Páscoa, os judeus comemoram a Festa de Pentecostes. E justamente nesse dia, os apóstolos estavam reunidos todos em um mesmo lugar,  quando houve aquilo que Jesus prometeradez dias antes: os discípulos foram batizados com o Espírito Santo. A partir desse momento observaremos uma grande mudança no entendimento e na atitude dos seguidores de Cristo. Foi um evento sobrenatural. Todos ouviram um estrondo e viram uma forte luz pousar sobre cada um deles. Houve também um importante fenômeno: as "línguas estranhas". Perceba que do lado de fora, havia pessoas de várias nacionalidades, talvez passando pela cidade por conta da data festiva.

"Havia em Jerusalém judeus, tementes a Deus, vindos de todas as nações do mundo."
(Atos 2:5)

Todo esse fenômeno que estava acontecendo com os discípulos, chamou a atenção dessas pessoas.

"Ouvindo-se este som, ajuntou-se uma multidão que ficou perplexa, pois cada um os ouvia falar em sua própria língua."
(Atos 2:6)

Perceba que houve uma comunicação efetiva.  Pessoas ainda não-cristãs, de várias nacionalidades, ouviam as maravilhas de Deus em seu próprio idioma.

"Nós os ouvimos declarar as maravilhas de Deus em nossa própria língua!"
(Atos 2:11)

Isso é exatamente o contrário daquilo que a religião humana tem ensinado de alguns anos pra cá.  Hoje várias pessoas, da mesma nacionalidade, se reúnem em um local fechado,  e falam coisas que ninguém entende. Percebeu? É justamente o contrário!  Observe que entre os versículos 9 e11 são listadas 15 nações diferentes.  O comentário é o seguinte:

Atônitos e maravilhados, eles perguntavam: "Acaso não são galileus todos estes homens que estão falando? Então, como os ouvimos, cada um de nós, em nossa própria língua materna?
(Atos 2:7)

Cuidado com os falsos pastores que tentam banalizar a ação do Espírito Santo de Deus.

Outro ponto: há pouco menos de dois meses atrás, Pedro estava negando a Cristo, xingando pessoas, se mostrando confuso e violento. Vimos no capítulo anterior, que os discípulos ainda pensavam ser Jesus um libertador político. Mas agora, depois do batismo com o Espírito Santo, não apenas suas emoções, mas seu entendimento foi mudado e aperfeiçoado. Entre os versículos 14 e 40, Pedro nos surpreende com um discurso impecável, cheio de sabedoria vinda de Deus. Cerca de três mil pessoas foram convertidas. Algo que seria inviável antes do batismo com o Espírito Santo.