Leitura Bíblica Especial

Hoje vamos dedicar a nossa leitura tríplice a estes capítulos que narram a morte de Jesus e os momentos que a antecederam. Antes de começar, peça entendimento a Deus.

João 17
Esse é o tipo de capítulo que o cristão deve ler sempre. Não se deve fazer um resumo. Cada palavra é muito importante. Leia tudo. É a linda oração de Jesus, poucos minutos antes de ser preso. Ele ora por si e por seus discípulos, tanto por aqueles que estavam com ele alí, como por nós, cristãos de hoje.

"Eu rogo por eles. Não estou rogando pelo mundo, mas por aqueles que me deste, pois são teus."
(João 17:9)

"Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles"
(João 17:20)

João 18
Após a sua oração, Jesus vai até o Jardim do Getsêmani.  É neste local que Judas aparece com a escolta que prende Jesus.  Pedro,  enfurecido,  corta a orelha de um soldado e prontamente é repreendido por Jesus. Eles o levam para ser interrogado pelo sumo sacerdote.  Jesus é esbofeteado por um dos guardas e em seguida é levado a Caifás e logo depois a Pilatos. Enquanto isso, Pedro nega conhecer Jesus aos que o questionam. Isso ocorre por três vezes.

João 19
Pilatos não havia achado razão para matar Jesus.  Mas os religiosos estavam irredutíveis.  Então foi ordenada a crucificação.  Antes porém, Jesus passou por todo tipo de deboche e zombaria. Pilatos insistia que os religiosos revissem sua decisão, mas de nada adiantou.
Carregando sua própria cruz, Cristo foi em direção ao Monte Calvário, onde dois ladrões também seriam crucificados. Foi Pilatos que escreveu a placa da cruz de Jesus, onde se lia em hebraico, latim e grego: JESUS NAZARENO, O REI DOS JUDEUS. Os religiosos não gostaram muito disso e queriam que Pilatos escrevesse qualquer outra coisa.  Mas ele disse: "o que escrevi,  escrevi."

Observe as seguintes passagens:

Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes, e fizeram delas quatro partes, para cada soldado uma parte. Tomaram também a túnica; ora a túnica não tinha costura, sendo toda tecida de alto a baixo. Pelo que disseram uns aos outros: Não a rasguemos, mas lancemos sortes sobre ela, para ver de quem será (para que se cumprisse a escritura que diz: Repartiram entre si as minhas vestes, e lançaram sortes). E, de fato, os soldados assim fizeram.
(João 19:23-24)

Repartem entre si as minhas vestes, e sobre a minha túnica lançam sortes.
(Salmos 22:18)

Em seguida Jesus é morto e sepultado. Mas isto é uma simplificação banal. Leia o capítulo inteiro.