Leitura bíblica - dia 121

Levítico 27
Chegamos ao último capítulo do livro de Levítico com um apêndice lido com o custo de resgatar pessoas que foram prometidas a Deus e do resgate dos dízimos.

Salmos 117
Este salmo, cujo texto é muito pequeno, é tremendamente grande em seu espírito; pois, arrebentando todas as barreiras de raça ou nacionalidade, convoca toda a humanidade para louvar o nome do Senhor. Com toda probabilidade, foi usado freqüentemente como um breve hino apropriado para quase toda ocasião, e especialmente quando o tempo para o culto era curto. Talvez tenha sido cantado também no começo ou no fim de outros salmos, como nós podemos usar a doxologia. Teria servido ou para dar início a um culto ou para encerrá-lo. É curto e doce. O mesmo Espírito divino que discorre no salmo 119, aqui condensa sua fala em dois versículos curtos, mas mesmo assim a mesma infinita plenitude está presente e perceptível. Vale notar que este é ao mesmo tempo o capítulo mais curto da Escritura e a porção central de toda a Bíblia.
(Charles Spurgeon)

Romanos 4
Ainda havia muita resistência da parte dos judeus em aceitar que os gentios (incircuncisos) também eram alvos da Graça de Deus. Neste capítulo, Paulo destaca que Abraão foi justificado pela fé e não pelas obras.

"Que diz a Escritura? "Abraão creu em Deus, e isso lhe foi creditado como justiça".
(Romanos 4:3)

E destaca ainda que Abraão recebeu a promessa de Deus antes de ser circuncidado.

"Assim ele recebeu a circuncisão como sinal, como selo da justiça que ele tinha pela fé, quando ainda não fora circuncidado. Portanto, ele é o pai de todos os que crêem, sem terem sido circuncidados, a fim de que a justiça fosse creditada também a eles".
(Romanos 4:11)

A conclusão do capítulo é de que a fé de Abraão lhe foi creditada como justiça e o mesmo acontecerá com todos os que crêem em Jesus Cristo.

"Ele foi entregue à morte por nossos pecados e ressuscitado para nossa justificação".
(Romanos 4:25)

Leitura bíblica - dia 120

Levítico 26
É um capítulo muito semelhante a Deuteronômio 28. Na primeira parte (até o versículo 13) Deus promete bênçãos para os que cumprirem rigorosamente os Seus decretos.
Na segunda parte (de 14 à 46) as maldições para os transgressores da Lei.

Salmos 116
Este salmo é uma continuação do Aleluia Pascoal, portanto, em algum sentido, deve ser interpretado em relação à saída do Egito. Parece ser um canto pessoal no qual uma alma crente, lembrada pela Páscoa de sua própria servidão e livramento, fala disso com gratidão, e louva o Senhor. Podemos conceber o Israelita com um cajado em sua mão cantando, "Retorne ao seu descanso, ó minha alma", enquanto lembra da volta da casa de Jacó à terra de seus pais, e depois bebe do copo na festa usando as palavras de Sl 116.13, "Erguerei o cálice da salvação". O homem piedoso evidentemente se lembra tanto de seu próprio livramento como do de seu povo quando canta na linguagem de Sl 116.16, "Livraste-me das minhas correntes", mas ergue-se em solidariedade a sua nação ao pensar nos pátios da casa do Senhor e na gloriosa cidade, e promete cantar "no seu interior, ó Jerusalém". Amor pessoal nutrido por uma experiência pessoal de redenção é o tema deste salmo, e nele vemos os remidos atendidos quando oram, conscientes de que não pertencem a si mesmos mas foram comprados com um preço, e se unindo com todo o grupo dos resgatados para cantar aleluias a Deus.

Visto que nosso divino Mestre cantou este hino, dificilmente erramos se vemos aqui palavras às quais ele pôde por o seu selo - palavras em certa medida descritivas de sua própria experiência, mas sobre isso não iremos longe, pois em outra parte temos indicado como o salmo foi entendido por aqueles que amam encontrar o seu Senhor em cada linha.
(Charles Spurgeon)

Romanos 3

Pregação de Paul Washer

Para ilustrar a leitura de hoje em Romanos 3, escolhemos um trecho da introdução do emblemático livro "O Verdadeiro Evangelho" de Paul Washer:

Nós temos diante de nós o que, ao longo da história da igreja, muitos eruditos e pregadores (como
Martyn Lloyd-Jones e Charles Spurgeon) disseram ser
“a cidade fortificada do Cristianismo” e “a grande estrela brilhante das Escrituras”. Eu já ouvi homens muito piedosos dizerem que, se eles perdessem a Bíblia inteira e pudessem guardar somente uma passagem, essa seria a que eles guardariam, pois, nesses
versos, encontra-se a verdadeira salvação dos homens, o verdadeiro evangelho de Jesus. Há palavras aqui que, possivelmente, são as palavras mais importantes em toda
a Escritura, e nós não podemos entender o evangelho de Jesus Cristo sem entendermos algumas dessas palavras que são ditas neste pequeno texto:

"Alguém descreveu este texto (Rm 3.25-26) como a “acrópole da fé cristã”. Nós podemos estar certos
de que não há nada que a mente humana possa jamais considerar que seja, em qualquer sentido, tão
importante quanto estes dois versículos. A história da Igreja demonstra muito claramente que eles têm sido o meio usado por Deus Espírito Santo para trazer muitas almas das trevas para a luz, e para dar a muitos pobres pecadores o seu primeiro conhecimento da salvação e a sua primeira segurança quanto à
salvação." (Martyn Lloyd Jones)

Precisamos entender que vivemos em dias nos quais o evangelho não está muito claro em nossas mentes. Muitos pensam conhecer o conteúdo das boas-novas de Cristo, mas não percebem que o evangelho na América de hoje foi reduzido a “quatro leis espirituais” e a “cinco coisas que Deus quer que você saiba”.
Nós tomamos o glorioso evangelho do nosso bendito Deus e o transformamos em pequenas perguntinhas vagas, como “Você sabe que é pecador?” ou “Você quer aceitar Jesus como seu único Salvador?”. E, se alguém responde afirmativamente a essas questões, nós papalmente as declaramos salvas após repetirem uma oração
conosco. Nós ouvimos incontáveis histórias de evangelistas indo para o exterior e pregando para dezenas de milhares de pessoas, gerando milhares de convertidos.
No entanto, assim que o missionário as procura, ele não encontra uma sequer frequentando a igreja. Nós vivemos em uma era de superficialidade, em uma era na qual se faz muito barulho; no entanto, o que tem sido realmente conquistado?

Agora, olhemos para esse nosso pequeno, reduzido e falso evangelho e comparemo-lo ao evangelho que é revelado na Palavra – é isso o que iremos fazer ao estudar este glorioso texto de Romanos 3. Vamos observar esta
passagem, linha por linha, e buscar descobrir, pela graça de Deus, o que está sendo pregado nela, a fim de crescermos na graça e no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo, para o bem do destino eterno de nossa alma.

Leitura bíblica - dia 119

Levítico 25

Pregação

Instituição do Ano Sabático e do Ano do Jubileu

Salmos 115
No salmo anterior as maravilhas antes operadas por Deus foram recontadas em sua honra, e neste salmo pede-se que ele se glorifique novamente, porque os pagãos estavam se prevalecendo da ausência de milagres, estavam negando completamente os milagres de tempos atrás, e insultando o povo de Deus com a pergunta: "Onde está agora o seu Deus?". Machucava o coração dos piedosos que Jeová fosse assim desonrado; e tratando como indigna de se notar a sua própria condição de vergonha, eles imploram ao Senhor que ao menos vindique seu próprio nome. O salmista está evidentemente indignado com o fato que os adoradores de ídolos tolos pudessem colocar uma pergunta tão insultuosa ao povo que adorava o único Deus vivo e verdadeiro, e tendo gasto sua indignação em sarcasmo contra as imagens e seus fabricantes, ele passa a exortar a casa de Israel a confiar em Deus e bendizer o seu nome. Como aqueles que morreram e se foram não podem mais cantar salmos ao Senhor entre os filhos dos homens, ele exorta os fiéis que vivem na época a cuidarem que Deus não seja roubado de seu louvor, e então ele termina com um exultante Aleluia. Os vivos não devem exaltar o Deus vivo?
(Charles Spurgeon)

Romanos 2

Pregação

É um capítulo contra a hipocrisia. Os judeus se achavam acima do bem e do mal, que eram o povo de Deus,  última bolacha do pacote e por isso punham-se a julgar a todos os demais. Repare bem que isso se encaixa perfeitamente com muitos cristãos confessos! Paulo adverte que todos, rigorosamente todos serão julgados de acordo com seu procedimento. Que aquele que não estiver de acordo com a Lei de Deus será condenado.

1-) Que isso sirva de alerta para todos nós.

2-) Leia imediatamente o capítulo 3

Leitura bíblica - dia 118

Levítico 24

Pregação

O filho de uma israelita com um egípcio se envolveu em uma briga e blasfemou contra o nome do Senhor com uma maldição. O caso foi levado a Moisés e o rapaz ficou preso até que fosse manifestada a vontade de Deus, que pouco depois disse:

"Leve o que blasfemou para fora do acampamento. Todos aqueles que o ouviram colocarão as mãos sobre a cabeça dele, e a comunidade toda o apedrejará."
(Levítico 24:14)

E assim foi feito.
Ficou também estabelecido que aquele que matasse uma pessoa,  também deveria ser morto. Quem ferisse uma pessoa, causando-lhe deficiência, deveria ser ferido da mesma forma. Olho por olho, dente por dente.

Salmos 114
Este sublime CÂNTICO DO ÊXODO é uno e indivisível. Verdadeira poesia aqui alcançou o seu auge: nenhuma mente humana foi capaz de igualar, muito menos exceder, a grandeza deste salmo. Fala de Deus como saindo à frente de seu povo do Egito à Canaã, e fazendo que toda a terra se mova com sua vinda. As coisas inanimadas são representadas como imitando as criaturas vivas quando o Senhor passa. São apostrofadas e questionadas com força de linguagem maravilhosa, até que se parece ver a cena real. O Deus de Jacó é exaltado como tendo o comando sobre rio, mar e montanha, fazendo com que toda a natureza preste homenagem e tributo à sua gloriosa majestade.
(Charles Spurgeon)

Romanos 1

Pregação com Augustus Nicodemus

Hoje vamos começar a leitura da carta de Paulo aos romanos.
Muita gente séria no meio cristão,  considera este o principal texto bíblico. Ao longo da carta, encontramos cada um dos pontos da Doutrina da Graça:

- Corrupção Humana
(3:9/20  -  5:8,12 e 18  -  7:14/25)

- Eleição Incondicional
(9:11/24  -  11:5/10)

- Expiação Limitada
(4:25  -  5:8  -  8:32/34)

- Graça Irresistível
(8:29/30  -  9:11/12)

- Perseverança dos Santos
( 5:17  -  8:28/39  -  11:25/29  -  14:4  -  16:25)

- Soberania Exaustiva de Deus
(9:1/23)

Leitura bíblica - dia 117

Levítico 23

Instituição de festas a Deus.
Reafirmação do sétimo dia como dia de descanso e reunião sagrada.

Salmos 113

Este salmo é de puro louvor, e contém muito pouco que requer ser exposto; um coração ardente, cheio de adoração admiradora pelo Altíssimo, compreenderá melhor este hino sacro. Seu tema é a grandeza e a bondade condescendente do Deus de Israel, como se mostra ao levantar os necessitados de sua baixa condição. Pode ser cantado apropriadamente pela igreja durante um período de avivamento depois de ter por longo tempo diminuído e estar derribada. Com este salmo começa o Halel (série de salmos que começam com "Aleluia"), ou seja, o Aleluia dos judeus, que era cantado em suas festas solenes: aqui o chamaremos O COMEÇO DO ALELUIA. Dr. Edersheim (Jesus, o Messias, Shedd Publicações, no prelo) nos conta que o Talmude frisa a adequação especial do Halel à Páscoa, "visto que não só recorda a bondade de Deus para com Israel, como especialmente seu livramento do Egito, e por isso começa apropriadamente com "Louvem, ó servos do Senhor, louvem o nome do Senhor!" - e não mais servos de Faraó". Suas alusões aos pobres no pó e necessitados no monturo de esterco estão de acordo com Israel no Egito, como também a referência ao nascimento de numerosas crianças onde eram menos esperadas.
(Charles Spurgeon)

Atos 28

Depois do naufrágio relatado no capítulo anterior, todos nadam até terra firme, chegando à ilha de Malta. Uma cobra se prende à mão de Paulo e todos ficam apreensivos pensando que seria uma picada fatal. Quando, passado um tempo,  nada acontece, passam a achar que Paulo seria uma espécie de deus.
Um dos principais homens da ilha chamado Públio, hospeda os irmãos em sua casa. Seu pai é curado por Paulo e outras pessoas aparecem para serem curadas. Três meses depois, partiram para Roma, onde Paulo ficou por dois anos numa espécie de prisão domiciliar.

Leitura bíblica - dia 116

Levítico 22
É uma continuação do capítulo anterior, ou seja, leis e instruções para os sacerdotes.

Salmos 112

Não há nenhum título neste salmo, mas é evidentemente um companheiro do salmo cento e onze, e como ele, é um salmo alfabético. Mesmo no número de versículo, e cláusulas de cada versículo, coincide com o salmo que o precede, como também em muitas de suas palavras e frases. O leitor deve comparar os dois salmos com cuidado linha por linha. O tema do poema diante de nós é a bem-aventurança do homem justo, e assim ele conserva a mesma relação que a lua tem com o sol com o salmo anterior; pois, enquanto o primeiro declara a glória de Deus, o segundo trata da reflexão do brilho divino em homens nascidos do alto. Deus é louvado aqui pela manifestação de sua glória, que é vista em seu povo, assim como no salmo anterior Deus foi magnificado pelos seus próprios atos pessoais. O cento e onze trata do grande Pai, e este descreve seus filhos renovados de acordo com a imagem dele. O salmo não pode ser visto como a exaltação do homem, porque começa com "Louvai ao Senhor", e tem o intento de dar a Deus toda a honra da sua graça que é manifestada aos filhos de Deus.
(Charles Spurgeon)

Atos 27

Pregação

Este capítulo conta a complicada viagem de Paulo à Roma durante uma severa tempestade.

Leitura bíblica - dia 115

Levítico 21

Pregação
É um curto capítulo com leis para os sacerdotes.

Salmos 111
TÍTULO
Não há título neste salmo, mas trata-se de um hino de louvor alfabético, tendo por assunto as obras do Senhor na criação, providência e graça. O doce cantor se demora na idéia de que Deus deve ser conhecido por seu povo, e que este conhecimento quando transformado em piedade prática é a sabedoria verdadeira do homem, e a causa certa de adoração duradoura. Muitos desconhecem o que seu Criador já fez, portanto, são tolos de coração, e se calam quanto a louvores de Deus: este mal só pode ser removido por uma recordação das obras de Deus e um estudo diligente delas; para isso, então, o salmo visa nos despertar. Pode ser chamado O salmo das Obras de Deus, que pretende entusiasmar-nos à obra do louvor.

DIVISÃO
O salmista começa com um convite ao louvor, Sl 111.1, e então passa a fornecer-nos matéria para adoração nas obras de Deus e seus procedimentos com seu povo, Sl 111.2-9. Ele termina seu cântico com uma recomendação ao culto do Senhor e aos homens que o praticam.
(Charles Spurgeon)

Atos 26

Pregação
Novamente um capítulo auto biográfico, onde Paulo conta sua história de vida enquanto expõe sua defesa ao rei Agripa.

Leitura bíblica - dia 114

Levítico 20

Pregação

Punições para o pecado de quem:
- entregar filhos em sacrifício à Moloque
- consultar espíritos
- amaldiçoar pai e mãe
- cometer adultério
- praticar incesto
- praticar homossexualismo
- praticar zoofilia
- praticar sexo com qualquer tipo de parente próximo

"Não sigam os costumes dos povos que vou expulsar de diante de vocês. Por terem feito todas essas coisas, causam-me repugnância."
(Levítico 20:23)

Salmos 110
O tema é O Rei sacerdote. Nenhum dos reis de Israel unificou essas duas posições, mesmo que alguns o tenham tentado. Embora Davi realizasse alguns atos que pareceram beirar o sacerdotal, não foi nenhum sacerdote, e sim da tribo de Judá, "da qual Moisés nada disse sobre o sacerdócio", e ele era um homem piedoso demais para se lançar naquele ofício sem ser chamado. O Rei Sacerdote aqui mencionado é o Senhor de Davi, um personagem misterioso tipificado por Melquizedeque, e aguardado pelos judeus como o Messias. Ele não é senão o apóstolo e sumo sacerdote de nossa profissão de fé, Jesus de Nazaré, o Rei dos Judeus. O salmo descreve a nomeação do rei sacerdote, de seus seguidores, suas batalhas e sua vitória. Seu centro é o versículo 4, e assim pode ser dividido, como sugere Alexandre, em introdução, Sl 106.1-3; idéia central, versículo 4; e versículo suplementares, Sl 106.5-7.

Atos 25

Pregação

Agora Festo é o governador que está julgando Paulo em Cesaréia. Os judeus pedem para o julgamento ser transferido para Jerusalém, pois planejam matá-lo no caminho. Paulo se defende e apela à César.
O rei Agripa e sua esposa Berenice visitam a Festo e se interam dos acontecimentos. O rei fica curioso em conhecer Paulo, o que acontece no dia seguinte.

Leitura bíblica - dia 113

Levítico 19

Pregação

Este capítulo reforça diversas leis.

Salmos 109
Para ser cantado, portanto, e cantado no culto do templo! Mesmo assim não é nada fácil imaginar a nação inteira cantando tais maldições. Nós próprios, mesmo assim, sob a dispensação do evangelho, achamos muito difícil infundir neste salmo um sentido do evangelho, ou um sentido compatível, por pouco que seja, com o espírito cristão; e portanto, imaginaríamos que os judeus teriam achado difícil salmodiar linguagem tão forte sem sentir o espírito de vingança excitado, e o despertar desse espírito não poderia nunca ter sido o objetivo do culto divino em tempo algum - sob a lei ou sob a graça. De início esse título mostra que o salmo tem como sentido que fica bem homens de Deus terem comunhão diante do trono do Altíssimo: mas qual será esse sentido? É uma pergunta de grande dificuldade, e só um espírito muito infantil poderá ser capaz de respondê-la.

Um salmo de Davi. Portanto não é o desvario de um misantropo malévolo, ou as abominações de um espírito vingativo esquentado. Davi não abateria o homem que buscava seu sangue, ele freqüentemente perdoou aqueles que o trataram vergonhosamente; e portanto estas palavras não podem ser lidas em um sentido amargo, vingativo, pois isso seria alheio ao caráter do filho de Jessé. As sentenças imprecatórias diante de nós foram redigidas por alguém que, junto com toda sua coragem em batalha, era um homem de música e de coração terno, e queriam ser dirigidas a Deus na forma de um salmo, e por isso sem a menor possibilidade de desejarem ser mero praguejamento irado.

A não ser que se possa provar que a religião da velha dispensação era completamente dura, morosa e draconiana, e que Davi tinha um espírito mal-intencionado e vingativo, não se pode conceber que este salmo contenha o que um autor ousou chamar de "um ódio incompassivo, uma malignidade refinada e insaciável". A tal sugestão não podemos dar espaço nem por uma hora. Mas que outra opção se tem diante de linguagem tão forte? Na verdade é um dos pontos mais difíceis da Escritura, uma passagem que a alma treme para ler, contudo, sendo um salmo a Deus, e dado por inspiração, não nos compete tecer julgamento a seu respeito, mas apurar o ouvido para o que Deus o Senhor nos diria.

Este salmo se refere a Judas, pois assim Pedro o citou, mas atribuir suas denúncias amargas ao nosso Senhor na hora de seus sofrimentos é mais do que nós ousamos fazer. Estas não são coerentes com o silencioso Cordeiro de Deus, que não abriu sua boca quando levado à matança. Pode parecer muito piedoso pôr tais palavras em sua boca; esperamos que seja nossa piedade que evita de o fazermos.

DIVISÃO
Nos primeiros cinco versículos (Sl 109.1-5), Davi roga humildemente a Deus que ele possa ser livrado de seus inimigos sem remorso e de coração falso. Em Sl 109.6-20, cheio de um fervor profético, que o leva inteiramente além de si mesmo, ele denuncia o juízo sobre seus inimigos, e então, em Sl 109.21-31, ele volta à sua comunhão com Deus em oração e louvor. A parte central do salmo, no qual a dificuldade se encontra, precisa ser vista não como o desejo pessoal do salmista de sangue frio, mas como sua denúncia profética de pessoas tais como ele descreve, e enfaticamente de um especial "filho da perdição" que ele enxerga com olho presciente. Nós todos oraríamos pela conversão de nosso pior inimigo, e Davi teria feito o mesmo, mas vendo os adversários do Senhor, e executores de iniqüidade, como tais, e como incorrigíveis nós não podemos lhes desejar o bem; pelo contrário, desejamos sua derrota e destruição. Os mais ternos corações se afogueiam com indignação quando ouvem falar de barbaridades feitas a mulheres e crianças, de complôs ladinos para arruinar os inocentes, de opressão cruel de órfãos desamparados, e ingratidão gratuita aos bons e mansos. Uma maldição sobre os que cometem atrocidades na Turquia pode não ser menos virtuoso do que uma bênção sobre os justos. Nós desejamos o bem a toda a humanidade, e por essa razão às vezes nos inflamamos de indignação contra os seres desumanos que pisam cada lei que protege nossos semelhantes, e por quem cada ditame da humanidade se torna nulo.
(Charles Spurgeon)

Atos 24
Os judeus acusam Paulo de ser o "lider da seita doa nazarenos" perante o governador Félix. Paulo apresenta sua defesa. Félix, que já conhecia e aparentemente era simpático ao cristianismo (O Caminho, adiou a causa e ordenou ao centurião que mantivesse Paulo sob custódia mas que lhe desse certa liberdade e permitisse total contato com os irmãos na fé.  Frequentemente Félix chamava Paulo para que pregasse a Palavra,  mas na verdade esperava receber algum dinheiro do apóstolo. E assim passaram-se dois anos.  Quando Félix deixou o cargo, manteve Paulo na cadeia, para não queimar o filme com os judeus.

Leitura bíblica - dia 112

Levítico 18

Pregação

Regras sobre relacionamento sexual. Deus adverte para que seu povo não adote as práticas egípcias (terra que deixaram) nem cananéias (terra onde chegariam). São proibidas coisas escabrosas como deitar-se com a irmã, a madrasta, a própria mãe, netas, com animais ou com outros homens. Também não deveriam oferecer seus filhos em sacrifício ao deus Moloque.

"Obedeçam aos meus preceitos, e não pratiquem os costumes repugnantes praticados antes de vocês, nem se contaminem com eles. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês".
(Levitico 18:30)

Salmos 108
Um canto ou salmo de Davi. Para ser cantado com júbilo como um hino nacional ou solenemente como um salmo sacro. Não se consegue descartar esse salmo meramente indicando o leitor ao Sl 57.7-11 e depois ao Sl 60.5-12, embora possa ser visto de imediato que essas duas porções bíblicas são quase idênticas aos versículos que temos diante de nós. É verdade que a maioria dos comentaristas tem feito exatamente isso, e não somos tão presunçosos a ponto de questionar sua sabedoria, mas de nossa parte afirmamos que as palavras não teriam sido repetidas se não houvesse uma finalidade para isso, e que esta matéria não poderia ter sido repetida se todo ouvinte dela tivesse dito: "Ah, já vimos isso, portanto não precisamos meditar sobre isso de novo". O Espírito Santo não é tão carente de expressões que precise se repetir, e a repetição não aconteceu apenas para preencher o livro: deve haver alguma intenção no arranjo de dois pronunciamentos divinos anteriores em uma nova conexão; se podemos descobrir esse intento é outro assunto. Pelo menos nós podemos tentar fazê-lo, e podemos esperar assistência divina nisso.

Temos diante de nós O Canto da Manhã do Guerreiro, com o qual ele adora a seu Deus e fortifica seu coração antes de enfrentar os conflitos do dia. Como um velho oficial prussiano costumava em oração invocar o auxílio do "Augusto Aliado de sua Majestade", assim Davi apela a seu Deus e desfralda sua bandeira em nome de Jeová.
(Charles Spurgeon)

Atos 23

Paulo está sendo interrogado no Sinédrio. Todos estão contra ele, até esta declaração:

"Irmãos, sou fariseu, filho de fariseu. Estou sendo julgado por causa da minha esperança na ressurreição dos mortos!"
(Atos 23:6)

Ora, o Sinédrio também estava repleto de saduceus, então houve uma divisão e os ânimos se esquentaram. Alguns fariseus começaram a defender Paulo.  A coisa ficou tão feia que o comandante pediu para que retirassem Paulo dalí, temendo que ele fosse despedaçado.
Havia uma conspiração de cerca de quarenta judeus que fizeram um voto de não comer e nem beber nada enquanto Paulo não fosse morto. Ao saber disso, o sobrinho de Paulo comunicou o fato ao comandante, que providenciou a transferência, devidamente escoltada, de Paulo para Cesaréia.

Leitura bíblica - dia 111

Levítico 17

Pregação

Leis referentes a matança dos animais e a proibição de se comer sangue

Salmos 107
Este é um cântico seleto para os remidos do Senhor (Sl 107.2). Embora celebre livramentos providenciais, e portanto possa ser cantado por qualquer homem que já foi preservado em tempo de perigo; contudo, sob esse pretexto, ele principalmente magnifica o Senhor por bênçãos espirituais, das quais os favores temporais são apenas sombras. O tema é a gratidão e seus motivos. A construção do salmo é bastante poética, e só como composição já seria difícil achar um à sua altura entre as produções humanas. Os poetas da Bíblia não ficam atrás entre os filhos da arte.
(Charles Spurgeon)

Atos 22

Pregação

É um daqueles capítulos biográficos indispensáveis. Ao fazer sua defesa perante aqueles que o acusavam,  Paulo conta a história de sua vida até sua conversão. Todos ouviram pacientemente. Quando, porém, Paulo diz que Deus o estava enviando aos gentios, a reação não foi nada boa:

"Então todos levantaram a voz e gritaram: "Tira esse homem da face da terra! Ele não merece viver!"
(Atos 22:22)

Assim, Paulo foi preso e estava prestes a ser açoitado quando revelou ao centurião, ser cidadão romano de nascença. Ou seja, eles não poderiam açoitá-lo.

Leitura bíblica - dia 110

Levítico 16

Pregação

Através de Moisés, Deus orienta a Arão que não entre a toda hora no Lugar Santíssimo para que não morra, como aconteceu com seus filhos, e passa as instruções de como proceder.

Salmos 106
Este salmo começa e termina com Aleluia - "Dêem graças ao Senhor". O espaço entre essas duas descrições de louvor é preenchido com os lamentosos detalhes do pecado de Israel, e a extraordinária paciência de Deus, e na verdade fazemos bem em bendizer ao Senhor tanto no começo como no fim de nossas meditações quando o pecado e a graça são os temas. Este cântico sagrado trata da parte histórica do Antigo Testamento, e é um dos muitos que é composto desta maneira: certamente esta deveria ser uma repreensão suficiente para aqueles que fazem pouco das Escrituras históricas; não é bom um filho de Deus tratar levianamente aquilo que o Espírito Santo usa para nossa instrução com tanta freqüência. Que outras Escrituras tinha Davi além daquelas mesmas histórias que são tão depreciadas, e contudo ele as estimava mais do que o seu alimento, e fazia delas seus cânticos na casa de sua peregrinação?
A história de Israel é escrita aqui a fim de mostrar o pecado humano, assim como o salmo anterior foi composto para magnificar a bondade divina. É, de fato, uma confissão nacional, e inclui um reconhecimento dos pecados de Israel no Egito, no deserto e em Canaã, com rogos devotos por perdão, o que tornou o salmo adequado para uso em todas as gerações sucessivas, e especialmente em tempos de cativeiro nacional. É provável que tenha sido escrito por Davi - de qualquer maneira, seu primeiro versículo e os dois últimos se encontram naquele hino sagrado que Davi entregou a Asafe quando este trouxe a arca do Senhor (1Cr 16.34, 35, 36). Enquanto estamos estudando este salmo santo, vamos ver-nos entre o povo antigo do Senhor, e arrepender-nos de nossas próprias provocações ao Altíssimo, ao mesmo tempo admirando sua infinita paciência, e adorando-o por causa dela. Possa o Espírito Santo santificar nos em prol da promoção de humildade e gratidão.
(Charles Spurgeon)

Atos 21
Paulo está fazendo uma longa jornada de volta para Jerusalém e faz uma parada na cidade de Tiro. Encontra alguns irmãos que,  pelo Espírito, o aconselham a não ir até Jerusalém. Mesmo assim,  seguiram viagem passando por várias cidades. Chegaram a Cesareia onde ficaram vários dias na casa do evangelista Filipe. Alí conheceram o profeta Ágabo que predisse que Paulo seria preso em Jerusalém. Os irmãos insistiam para que ele não fosse, mas ele disse: 

"Por que vocês estão chorando e partindo o meu coração? Estou pronto não apenas para ser amarrado, mas também para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus".
(Atos 21:13)

Chegando em Jerusalém, de fato, Paulo é preso.

Leitura bíblica - dia 109

Levítico 15

Imundícies do homem e da mulher.

Salmos 105
Este salmo histórico foi evidentemente composto pelo Rei Davi, porque os primeiros quinze versículo dele foram usados como um hino quando foi carregada a arca da casa de Obede-Edom, e nós o lemos em 1Cr 16.7: "Foi naquele dia que, pela primeira vez Davi encarregou Asafe e seus parentes de louvarem o Senhor com salmos de gratidão". Tal canto foi adequado para a ocasião, pois descrevia os movimentos do povo do Senhor e sua proteção sobre eles em todos os lugares. Nosso último salmo cantou os capítulos iniciais de Gênesis, e este toma como tema seus capítulos finais e nos introduz em Êxodo e Números. Os primeiros versículos são cheios de louvor alegre, e convocam o povo para exaltar Jeová, Sl 105.1-7; depois os primeiros dias da nação infante são descritos, Sl 105.8-15; a ida ao Egito, Sl 105.16-23, a saída de lá com o braço estendido do Senhor, Sl 105.24-38, a viajem através do deserto e a entrada em Canaã, Sl 105.39-45.
(Charles Spurgeon)

Atos 20
No capítulo anterior vimos um tumulto em Éfeso pois muitos criam na pregação de Paulo e deixavam para trás a deusa Ártemis. Toda cidade girava em torno dela. Sua imagem original, segundo se dizia, teria caído do céu. Havia um grande templo erguido em sua honra. Muitos alí viviam da confecção e venda de imagens dessa deusa e viram a fé cristã como uma ameaça à sua profissão.
Você conhece alguma cidade assim?

Neste capítulo 20 Paulo continua sua viagem missionária. Muitos são salvos, muitos o desprezam e conspiram contra ele. Em sua passagem pela cidade de Trôade, Paulo prolonga bastante sua pregação e um jovem que estava sentado na janela, adormece e cai de uma altura de três andares, morrendo. Mas voltou à vida quando Paulo inclinou-se sobre ele e o abraçou.

Leitura bíblica - dia 108

Levítico 14
Leis acerca do leproso depois de sarado e sobre quando a lepra se manifestar em uma casa.

Salmos 104
Temos aqui um vôo dos mais amplos e longos da musa inspirada. Este salmo oferece uma interpretação às muitas vozes da natureza, e canta docemente tanto a criação como a providência. O poema contempla um cosmos completo, mar e terra, nuvem e sol, planta e animal, luz e escuridão, vida e morte, todos provas eloqüentes da presença do Senhor. Traços dos seis dias da criação estão muito evidentes, e, embora a criação do homem, a obra coroadora do trabalho do sexto dia, não seja mencionada, isso se explica por ser o próprio homem o cantor: alguns têm até discernido sinais do descanso divino no sétimo dia em Sl 104.31. É a versão de um poeta do Gênesis. Não é apenas a presente condição da terra o assunto deste canto, mas há uma alusão àqueles tempos mais santos quando veremos "uma nova terra na qual habita a justiça", na qual o pecador será destruído, Sl 104.35. O espírito de louvor ardente a Deus percorre todo o salmo, bem como uma percepção distinta do Ser divino como uma existência pessoal, a qual se ama, em quem se confia e que se adora.
Não temos informação quanto ao autor, mas a Septuaginta o atribui a Davi, e não vemos razão para atribuí-lo a outra pessoa. Seu espírito, estilo e modo de escrever estão bem patentes nele, e se o salmo precisa ser atribuído a outro, deve ser a uma mente muito similar, e nós só poderíamos sugerir o filho sábio de Davi, Salomão, o pregador poeta, a cujas anotações sobre história natural em Provérbios alguns dos versículos se assemelham bastante. Quem quer que tenha usado a pena humana, a glória extraordinária e a perfeição da autoria divina do próprio Espírito Santo ficam claras a qualquer mente espiritualizada.
(Charles Spurgeon)

Atos 19
Um grande avivamento marca essa passagem de Paulo pela cidade de Éfeso.  Pessoas são batizadas com o Espírito Santo, confessam pecados, queimam livros de ocultismo, aprenndem o Evangelho através de pregações.  Tudo isso durou aproximadamente dois anos.

Depois dessas coisas, Paulo decidiu no espírito ir a Jerusalém, passando pela Macedônia e pela Acaia. Ele dizia: “Depois de haver estado ali, é necessário também que eu vá visitar Roma”.
(Atos 19:21)

Leitura bíblica - dia 107

Levítico 13
Leis acerca da lepra. Muitos estudiosos, como João Calvino, consideram isso não apenas como uma doença de pele, mas principalmente como algum tipo de pecado contra Deus, tendo em consideração o capítulo 12 do livro de Números.

Salmos 103
Um salmo de Davi. Sem dúvida por Davi; está no seu próprio estilo quando no seu auge, e devemos atribuí-lo a seus anos mais maduros, quando ele sentia mais a preciosidade do perdão, por ter um senso mais aguçado do pecado, do que quando mais moço. Seu senso claro da fragilidade da vida indica estar nos anos de mais fraqueza, assim como a própria imparcialidade de seu senso de louvor na gratidão. Como nos altos Alpes alguns picos sobem mais do que todos os outros, também nos salmos inspirados há alturas de cântico que superam os outros. Este salmo cento e três sempre nos pareceu ser o Monte Rosa da cadeia divina de montanhas de louvor, cintilando com uma luz mais rubra do que qualquer outra. É como a macieira em meio às arvores da mata, e seu fruto dourado tem um sabor como nenhuma outra a não ser que tenha amadurecido no sol pleno da misericórdia. É a resposta do homem à bênção de seu Deus, seu Canto no Monte respondendo o Sermão no Monte que seu Redentor apresentou. Nabucodonosor adorou seu ídolo com flauta, harpa, cítara, saltério, pífaro, e todo tipo de música, e Davi, em estilo bem mais nobre, acorda todas as melodias do céu e terra em honra do único Deus vivo e verdadeiro. Nossa tentativa de exposição começa sob um senso impressivo da completa impossibilidade de fazer justiça a tão sublime composição; invocamos nossa alma e tudo que está dentro de nós para ajudar-nos na tarefa agradável, mas, ai, nossa alma é finita, e toda nossa faculdade mental pequena demais para o empreendimento. Há demais no salmo para mil penas escreverem; é uma daquelas Escrituras que a tudo compreende, que é uma Bíblia em si mesmo, e que poderia sozinha quase ser suficiente para o hinário da igreja.
(Charles Spurgeon)

Atos 18
Paulo vai de Atenas para Corinto e conhece Áquila e sua esposa Priscila. Eles tinham sido expulsos de Roma pelo imperador Cláudio,  por serem judeus. Paulo começou a trabalhar com Áquila,  pois ambos faziam tendas. Como de costume, Paulo ensinava sobre Cristo nas sinagogas todo sábado. Mas os judeus continuavam se opondo. Foi quando Paulo fez essa importante declaração:

“Caia sobre a cabeça de vocês o seu próprio sangue! Estou livre da minha responsabilidade. De agora em diante irei para os gentios”.
(Atos 18:6)

O terceiro ponto das Doutrinas da Graça trata da "Expiação Limitada" que nos ensina que Deus tem os seus escolhidos por toda a parte. A verdadeira função do evangelista não é a de convencer as pessoas, mas sim o privilégio de avisar aos eleitos.

"E de noite disse o Senhor em visão a Paulo: Não temas, mas fala e não te cales; porque eu estou contigo e ninguém te acometerá para te fazer mal, pois tenho muito povo nesta cidade."
(Atos 18:9-10)

Leitura bíblica - dia 106

Levítico 12
Regulamentação para a purificação de mulheres que deram à luz

Salmos 102
Uma oração do aflito, quando ele é esmagado e derrama sua queixa diante do Senhor. Este salmo é uma prece muito mais no espírito do que nas palavras. Os pedidos formais são poucos, mas uma forte torrente de súplicas vai do começo ao fim, e como uma subcorrente, consegue achar o caminho para os céus através dos gemidos de aflição e confissões de fé que compõem a maior parte do salmo. É uma oração dos afligidos ou de "um sofredor", e leva as marcas da idade dos pais, como está registrado em Jabez que "sua mãe o deu à luz em tristeza", assim podemos dizer deste salmo, ainda como o Benoni de Raquel, ou filho da tristeza, era também seu Benjamim, ou filho de sua mão direita, assim é este salmo tão eminentemente expressivo de consolação como de desolação. Não chega a ser correto chamá-lo de salmo penitente, pois a tristeza é mais de alguém sofrendo do que pecando. Tem seu próprio amargo, e não é o mesmo daquele do salmo cinqüenta e um. O sofredor está aflito mais pelos outros do que por si mesmo, mais por Sião e a casa do Senhor do que por sua própria casa. É quando ele está oprimido, ou muito preocupado e deprimido. Nem os melhores dos homens são sempre capazes de abafar a torrente de tristeza. Mesmo quando Jesus estava à bordo, a embarcação podia se encher e começar a afundar. E ele derrama sua queixa ante o Senhor. Quando um copo é enchido demais ou virado, naturalmente cai tudo que estava nele; grande dificuldade remove do coração toda a reserva e faz a alma se derramar sem detença; é bom quando aquilo que está na alma é tal que pode ser derramado na presença de Deus, e este é o caso quando o coração foi renovado pela graça divina. A palavra traduzida "reclamação" nada tem nela da idéia de achar defeito ou queixar-se, mas deve antes ser traduzida como "gemido" - expressão de dor, não de rebeldia. Para ajudar a memória chamaremos este salmo de O GEMIDO DO PATRIOTA.
(Charles Spurgeon)

Atos 17
Os irmãos chegam à cidade de Tessalônica. Nessas ocasiões sempre procuravam por uma sinagoga e por três sábados seguidos, Paulo pôs-se a ensinar alí e anunciava a Cristo de acordo com a Escritura.  Muitos foram convencidos por Deus e passaram a seguir Paulo e Silas. Claro que isso deixou os religiosos cheios de inveja. Reuniram uma multidão e foram até a casa de Jasom, onde estavam hospedados, afim de entregá-los ao povo. Como não os encontraram,  levaram o próprio Jasom e alguns irmãos à presença de autoridades e disseram a famosa frase que tem acompanhado vários missionários por séculos:

"Estes que têm transtornado o mundo chegaram também aqui"
(Atos 17:6)

Jasom e os demais foram soltos mediante fiança.

Paulo e Silas foram enviados a Bereia e, como de costume,  foram para uma sinagoga. Até hoje os bereanos são lembrados por seu zelo à Palavra, pois tudo o que ouviam de Paulo, conferiam nas Escrituras. Que sirva de exemplo para nós todos.

Leitura bíblica - dia 105

Levítico 11
Dieta judaica. Leis sobre animais próprios (limpos) e impróprios (imundos) para o consumo humano. Há denominações cristãs que seguem essa recomendação.  Estariam certos? A própria Palavra responde:

"Aceitem o que é fraco na fé, sem discutir assuntos controvertidos. Um crê que pode comer de tudo; já outro, cuja fé é fraca, come apenas alimentos vegetais. Aquele que come de tudo não deve desprezar o que não come, e aquele que não come de tudo não deve condenar aquele que come, pois Deus o aceitou."
(Romanos 14:1-3)

Salmos 101
Um salmo de Davi. Este é um salmo exatamente como o homem segundo o coração de Deus comporia quando estava para se tornar rei em Israel. É todinho Davi, direto, resoluto, devoto; não há sequer um traço de diplomacia ou vacilação; o Senhor o nomeou para ser rei, e ele o sabe, portanto ele tem o propósito em todas as coisas de comportar-se como convém a um monarca que o próprio Senhor escolheu. Se nós chamamos este de O SALMO ou RESOLUÇÕES PIEDOSAS, quem sabe vamos nos lembrar dele ainda mais prontamente. Depois de cânticos de louvor um salmo sobre a prática não só proporciona variedade, como chega muito adequadamente. Nunca louvamos melhor o Senhor do que quando fazemos aquelas coisas que são agradáveis à sua vista.
(Charles Spurgeon)

Atos 16
Mais um capítulo importante, com vários acontecimentos. Paulo conhece a Timóteo e o chama para a peregrinação. Durante a viagem,  Deus se mostra eleitor e não elegível.
-Ele impediu que a Palavra fosse pregada na Ásia.
-Deu uma visão a Paulo, dirigindo-os para a Macedônia.
-Entre várias mulheres que ouviram a Palavra em Filipos, escolheu abrir o coração de Lídia para atender às coisas que Paulo dizia.

O capítulo segue com a famosa passagem onde Paulo expulsa um demônio de uma jovem que fazia adivinhações, trazendo com isso lucro para os seus senhores. Estes, revoltados, agarraram a Paulo e Silas e is levaram às autoridades acusando-os de perturbar a população. Foram açoitados e presos. Perto da meia noite,  enquanto, mesmo acorrentados louvavam a Deus,  houve um grande terremoto que sacudiu os alicerces da prisão libertando-os e ainda causando a conversão do carcereiro.  Não deixe de ler.

Leitura bíblica - dia 104

Levítico 10
Nadabe e Abiú, filhos de Arão,  trouxeram fogo profano perante o Senhor, sem que tivessem sido autorizados. Então saiu fogo da presença do Senhor e eles morreram queimados. Moisés então disse a Arão: “Foi isto que o Senhor disse: “Aos que de mim se aproximam santo me mostrarei; à vista de todo o povo glorificado serei””. Arão, porém, ficou em silêncio.

Misael e Elzafã, filhos de Uziel, tio de Arão, os puxaram pelas túnicas, para fora do acampamento, conforme Moisés tinha ordenado.

Salmos 100
Um salmo de louvor, ou melhor, de ação de graças. Este é o único salmo que leva precisamente esta inscrição. É todo chamejante de adoração agradecida, e por este motivo tem sido um grande favorito do povo de Deus desde que foi escrito. Vamos cantar o salmo 100, "the Old Hundredth", em hino ou cântico, foi uma das expressões ouvidas sempre na igreja cristã, e será assim (cantado ou lido) enquanto existirem homens leais ao Grande Rei. Nada mais sublime pode haver deste lado do céu do que o cantar deste nobre salmo por uma congregação vasta. A paráfrase que Watts fez, que começa "Before Jehovah's awful throne" (Ante o trono tremendo de Jeová) 3, e o escocês "All people that on earth do dwell" (Vós - que este mundo povoais)4 são ambas versões nobres, e até Tare e Brady se erguem além de si mesmos quando cantam: "Num só acordo, que toda a terra/erga a Deus alegres vozes". Neste salmo cantamos com júbilo o poder criador e a bondade do Senhor, assim como antes com tremor adoramos sua santidade.
(Charles Spurgeon)

Atos 15
Alguns homens da Judéia foram para Antioquia e começaram a "ensinar" aos cristãos que, para serem salvos, precisariam se circuncidar.  Isso é exatamente assim ainda hoje em dia. Você é convertido a Cristo, mas os religiosos querem que além disso, você cumpra algum tipo de tarefa: usar determinada roupa, pagar determinadas taxas, cumprir sacramentos, vender revistas... isso varia de acordo com a denominação. Perceba que cada uma dessas "tarefas" tenta diminuir a eficiência da obra de Cristo, como se ela não fosse completa.
A questão foi levada aos apóstolos e Jerusalém e Pedro, com toda a sabedoria que lhe foi imputada pelo Espírito Santo, sentenciou:

"Deus não fez distinção alguma entre nós e eles, visto que purificou os seus corações pela fé. Então, por que agora vocês estão querendo tentar a Deus, pondo sobre os discípulos um jugo que nem nós nem nossos antepassados conseguimos suportar? De modo nenhum! Cremos que somos salvos pela graça de nosso Senhor Jesus, assim como eles também."
(Atos 15:9-11)

Leitura bíblica - dia 103

Levítico 9
Arão oferece sacrifícios por si e pelo povo,  seguindo meticulosamente os rituais estabelecidos.

"A Glória do Senhor apareceu à todo o povo.  Saiu fogo da presença do Senhor e consumiu o holocausto e as porções de gordura sobre o altar. E, quando todo o povo viu isso, gritou de alegria e prostrou-se rosto em terra."
(Levítico 9:23-24)

Salmos 99
Este salmo pode ser chamado de O SANTÍSSIMO, ou seja, O SALMO SANTO, SANTO, SANTO, pois a palavra "santo" é a conclusão e o refrão de suas três divisões principais. Seu assunto é a santidade do governo divino, a santidade do reinado do Mediador. Parece-nos declarar a santidade do próprio Jeová em Sl 99.1-3; menciona a eqüidade do rei que o Senhor nomeou, como ilustração do amor de santidade do Senhor; ou mais provavelmente descreve o próprio Senhor como sendo o rei, em Sl 99.4-5, e então apresenta o caráter severamente justo dos tratos de Deus com aquelas pessoas favorecidas que em tempos anteriores ele havia escolhido para se aproximarem dele em favor do povo, Sl 99.6-9. É um hino que bem serve aos santos que habitam em Sião, a cidade santa, e especialmente digno de ser cantado reverentemente por todos que, como Davi o rei, Moisés o portador da lei, Aarão o sacerdote, ou Samuel o vidente, têm a honra de liderar a igreja de Deus, e implorar por ela junto ao Senhor dela.
(Charles Spurgeon)

Atos 14
Paulo e Barnabé dividiram a cidade de Icônio entre os que creram em Cristo e os que se juntaram aos religiosos contra o Evangelho.
Eles tiveram que fugir quando souberam que havia uma conspiração de judeus e gentios querendo os apedrejar. Essa fuga proporcionou que o Evangelho fosse pregado em outros lugares. Vemos com isso que Deus usa todo tipo de situação para cumprir os seus propósitos.

Em uma dessas cidades, um paralítico é curado e o povo começa a tratar Paulo e Barnabé como se fossem deuses. Contrariados, eles tentam explicar que eram homens iguais a eles e tentam explicar-lhes o quão absurdas eram suas crenças idólatras. Enquanto isso acontecia, alguns religiosos chegaram e fizeram a cabeça daquele povo contra os dois.  Paulo chegou a ser apedrejado e dado como morto. Mas logo se recuperou e seguiu viagem.

...fortalecendo os discípulos e encorajando-os a permanecer na fé, dizendo: "É necessário que passemos por muitas tribulações para entrarmos no Reino de Deus".
(Atos 14:22)

Leitura bíblica - dia 102

Levítico 8

O capítulo trata da consagração de Arão e seus filhos ao sacerdócio.

Salmos 98

Este poema sacro, que leva simplesmente o título de "salmo" se sucede ao anterior, e evidentemente é uma parte integral da série de salmos da realeza. Se Sl 97.1-12 descreveu a publicação do evangelho, portanto o estabelecimento do reino do céu, este salmo é uma espécie de Hino de Coroação, proclamando oficialmente o Messias conquistador como Monarca sobre as nações, com altos sonidos de trombetas, palmas e celebração de triunfos. É um cântico singularmente ousado e vivo. Os críticos estabeleceram o fato de que expressões similares ocorrem em Isaías, mas não vemos força nenhuma na inferência de que por isso foi escrito pelo profeta; por esse princípio, a metade dos livros escritos em língua inglesa poderiam ser atribuídos a Shakespeare. O fato é que esses salmos associados formam um mosaico, no qual cada um deles tem um lugar apropriado, e é necessário ao quadro total, e por isso acreditamos serem todos o trabalho de uma só mente. Paulo, se bem o entendemos, atribui Sl 95.1-11 a Davi, e como cremos que o mesmo escritor escreveu o grupo todo, atribuímos este também ao filho de Jessé. Seja de quem for, o canto merece estar entre as mais devotas e emocionalmente tocantes composições musicais sagradas.
(Charles Spurgeon)

Atos 13

Deus separa duas pessoas da igreja de Antioquia: Barnabé e Paulo. Eles partem para a primeira viagem missionária. Passam por vários lugares até que em Pafos se deparam com Elimas, um falso profeta,  também chamado de mágico,  desses que até hoje aparecem por aí. Ele estava com o procônsul Sérgio Paulo.  Este havia chamado Paulo e Barnabé para ouvir a Palavra de Deus,  mas Elimas se opunha ao ensino a todo momento,  at é que Paulo o amaldiçoou, deixando-o cego.

Depois disso, Paulo dá um importante testemunho em Antioquia. Isso gerou admiração,  conversões, mas claro,  também gerou inveja e ódio por parte dos religiosos. Muitos gentios também eram convertidos por Deus.

Atos 13:48 - Ouvindo isso, os gentios alegraram-se e bendisseram a palavra do Senhor; e creram todos os que haviam sido designados para a vida eterna.

Leitura bíblica - dia 101

Levítico 7

Mais regulamentações de ofertas.

Salmos 97
Como o primeiro salmo que canta os louvores do Senhor relacionados à proclamação do evangelho entre os gentios, assim este parece prenunciar a obra poderosa do Espírito Santo em reprimir os sistemas colossais de erro e derrubar os deuses dos ídolos. Atravessando as regiões marítimas, uma voz clama por regozijo no reinado de Jesus (Sl 97.1), o fogo sagrado desce (Sl 97.3), como relâmpago o evangelho surge em labaredas chamejantes (Sl 97.4), dificuldades desaparecem (Sl 97.5), e todas as nações vêem a glória de Deus (Sl 97.6). Os ídolos são confundidos (Sl 97.7), a igreja regozija (Sl 98.8), o Senhor é exaltado (Sl 98.9). O salmo termina com uma exortação à firmeza santa sob a perseguição que se seguiria, e manda os santos se alegrarem por seu caminho ser claro e sua recompensa, gloriosa e certa. Os críticos modernos, sempre atentos em atribuir os salmos a qualquer pessoa que não Davi, se acham bem-sucedidos em datar este canto para depois do cativeiro, porque contém passagens semelhantes àquelas que ocorrem nos profetas posteriores; mas nós nos aventuramos a afirmar roubo. É tão provável que os profetas tenham adotado a linguagem de Davi quanto que algum escritor desconhecido tenha tomado emprestado deles. Um salmo desta série é dito estar "em Davi", e nós cremos que os restantes estão no mesmo lugar, e são do mesmo autor. A questão não é importante, e só a mencionamos porque certos críticos têm orgulho de estabelecer novas teorias, e há leitores que imaginam que isso é uma prova definitiva de uma erudição prodigiosa. Não cremos que suas teorias valem o papel em que foram escritas.
(Charles Spurgeon)

Atos 12
Capítulo bastante intenso. Herodes persegue a igreja e mata o apóstolo Tiago, irmão de João. Manda também prender Pedro, que fica numa cela preso à duas correntes e vigiado por guardas. Na noite anterior ao julgamento (que certamente o condenaria) um anjo de Deus o conduziu à liberdade.  A princípio Pedro achou que era uma visão, mas ao se ver na rua, se deu conta do que havia acontecido.  Ele então vai até a casa de Maria, mãe de Marcos e bate à porta.  Os que estavam na casa, ao ouvirem sua voz, ficam abismados e começam a discutir se realmente era Pedro ou um anjo... enquanto isso Pedro continuava a bater à porta!! Finalmente o deixam entrar e ele dá testemunho de tudo o que havia ocorrido.  No dia seguinte os guardas que vigiavam a cela de Pedro são condenados à morte.
No final do capítulo, temos a dramática morte de Herodes, por aceitar a honra que pertence apenas a Deus.

Leitura bíblica - dia 100

Epístola de Tiago
AUTOR: Indeterminado. Há, no Novo Testamento, três personagens preeminentes chamados Tiago. Em geral aceita-se que o Tiago, chamado por Paulo de "o irmão do Senhor", (Gálatas 1:19), foi o autor da carta.
DESTINATÁRIOS: Aparentemente os judeus convertidos que viviam fora da Terra Santa, ou também, aos judeus devotos da Dispersão, 1:1.
TEMA PRINCIPAL: A religião prática, manifestada nas boas obras, em contraste com a simples profissão da fé.
CONFLITO DOUTRINÁRIO APARENTE ENTRE PAULO E TIAGO.
Qualquer suposto conflito doutrinário entre esta carta e a de Romanos é puramente imaginário. Paulo, acossado por mestres do judaísmo nas igrejas, naturalmente deu grande ênfase à justificação pela fé sem as observâncias cerimonias. Todavia, quando ele escreveu a Tito, o tema principal de sua carta foi: a importância das boas obras, mostrando deste modo uma perfeita harmonia com os ensinos de Tiago. É evidente que este último, quando parece depreciar a fé, se refere apenas ao assentimento intelectual da verdade e não à "fé salvadora a que se refere Paulo".

Fonte: bibliaonline.net

Leitura bíblica - dia 99

Levítico 6
São citados pecados de enganação,  roubo e mentira, suas devidas punições e ritos sacrificiais propiciatórios.
Há também regulamentações a respeito dos holocaustos, ofertas de cereais, unção de sacerdotes e ofertas pelo pecado.

Salmos 96
Este salmo evidentemente foi tirado daquele cântico sacro composto por Davi ao tempo em que "a arca de Deus foi colocada no meio da tenda que Davi havia preparado para ela, e ofereceram sacrifícios e ofertas pacíficas diante de Deus". Veja o capítulo dezesseis do primeiro livro de Crônicas. A primeira parte daquele canto provavelmente foi omitido porque se referia a Israel, e o plano do Espírito Santo neste salmo foi dar um cântico para os gentios, um hino triunfal com o qual celebrar a conversão das nações a Jeová nos tempos do evangelho. Segue os passos do salmo anterior, que descreve a obstinação de Israel, e a conseqüente retirada do evangelho deles para que pudesse ser pregado entre as nações que o receberiam e, no devido tempo, seriam plenamente conquistadas por Cristo pelo seu poder. Assim faz par com o salmo 95. É um grande hino missionário, e admira-se que zombadores possam lê-lo e ainda ficarem separados. Se cegueira parcial não tivesse acontecido para Israel, poderiam ter enxergado há muito tempo, e agora veriam, que seu Deus sempre teve planos de amor para todas as famílias dos homens, e nunca pretendeu que sua graça e seu pacto se relacionassem só à semente de Abraão segundo a carne. Não é de admirar que o Davi de grande coração se alegrou e dançou diante da arca, enquanto via em visão toda a terra deixando os ídolos para se voltar ao único Deus vivo e verdadeiro. Tivesse Mical, a filha de Saul, sido capaz ao menos de entrar na alegria dele, ela não o teria repreendido, e se os judeus de hoje pudessem ao menos expandir o coração para sentir compaixão com toda a humanidade, eles também cantariam de alegria pela grande profecia de que toda a terra será provida com a glória do Senhor.
(Charles Spurgeon)

Atos 11
A conversão de Cornélio está dando o que falar entre os cristãos que vieram do judaísmo. A antiga religião deixou suas raízes e eles ainda não compreendem a dimensão da Graça de Deus.  Ainda era difícil entender como um gentio podia ser considerado irmão. Era difícil entender até mesmo como pôde Pedro comer com ele!

Pedro explica passo a passo toda a história da conversão de Cornélio que vimos no capítulo anterior e conclui:

"Se, pois, Deus lhes deu o mesmo dom que nos dera quando cremos no Senhor Jesus Cristo, quem era eu para pensar em opor-me a Deus? "
(Atos 11:17)

Os cristãos, que a princípio estavam contrariados, recebem bem as notícias:

Ouvindo isso, não apresentaram mais objeções e louvaram a Deus, dizendo: "Então, Deus concedeu arrependimento para a vida até mesmo aos gentios! "
(Atos 11:18)

E assim a Igreja continuar a crescer.

Leitura bíblica - dia 98

Levítico 5
"Se alguém pecar porque, tendo sido testemunha de algo que viu ou soube, não o declarou, sofrerá as conseqüências da sua iniqüidade."
(Levítico 5:1)

E seguem mais preceitos.

Salmos 95
Este salmo não tem nenhum título, e tudo que sabemos de sua autoria é que Paulo o cita como estando "em Davi" (Hb 4.7). É verdade que isso pode meramente significar que se encontra na coletânea conhecida como salmos de Davi; mas se esse fosse o sentido do Apóstolo, teria sido mais natural ele ter escrito, "dizendo nos salmos"; por isso nos inclinamos a acreditar que Davi foi o autor real deste poema. No original ele é verdadeiramente um cântico hebraico, dirigido, tanto em sua exortação como em sua advertência, ao povo judeu, mas temos o aval do Espírito Santo na epístola aos Hebreus para usar seus apelos e solicitações quando apelando aos crentes gentios. É um salmo de convite à adoração. Tem nele como que um sonido de sinos de igreja, e como os sinos, ele soa tanto alegre como solene, a princípio soltando um repique vivo, e depois caindo num dobre de funeral, como se soasse no funeral da geração que pereceu no deserto. Nós o chamaremos de SALMO DA PROVOCAÇÃO.
(Charles Spurgeon)

Atos 10
Um centurião chamado Cornélio, homem temente a Deus, tem uma visão onde um anjo aparece e o instrui para ir buscar o Apóstolo Pedro.  Enquanto isso, Pedro também tem uma visão, onde vê animais que eram considerados impuros. Uma voz diz para que Pedro coma esses animais, mas o apóstolo nega por se tratar de animais impuros. Então a voz lhe diz:

"Não chame impuro ao que Deus purificou".
(Atos 10:15)

Quando os homens de Cornélio chegam para buscar a Pedro, tudo se encaixa: Pedro vai pregar o Evangelho à Cornélio (que era gentio, ou seja, considerado impuro pelos judeus). Por tudo isso, Pedro chega a conclusão de que Deus não faz acepção de pessoas.

Leitura bíblica - dia 97

Levítico 4
Regras para a propiciação pelos pecados através dos sacrifícios

Salmos 94
No Sl 94.1-7 o salmista expressa sua reclamação contra os opressores maus. De Sl 94.8-11 ele raciocina contra a idéia cética deles de que Deus não notou as ações dos homens. Ele mostra então que o Senhor abençoa seu povo, sim, e os livrará, embora por um tempo possam ser castigados, Sl 94.12-15. Ele suplica de novo por ajuda em Sl 94.16, e declara sua inteira dependência de Deus para a preservação, Sl 94.17-19; contudo, uma terceira vez ele insiste em sua reclamação, Sl 94.20-21, e então conclui com a confiante certeza de que seus inimigos, e todos os demais homens maus, certamente seriam obrigados a colher a recompensa devida de seus feitos, - "O Senhor, nosso Deus, os exterminará".

Atos 9
É o capítulo que narra a conversão do Apóstolo Paulo (que ainda se chamava Saulo). Perceba que ninguém fez a ele nenhum tipo de apelo. Ele não levantou a mão aos prantos, motivado por uma música sentimental de 18 minutos. O próprio Jesus o converteu,  jogando-o no chão, fazendo-o perceber que estava cego e lhe restabelecendo a visão, fazendo com que escamas caíssem de seus olhos. O jovem Saulo em nada contribuiu com seu arbítrio. Simplesmente foi alvo da Salvação.

Leitura bíblica - dia 96

Levítico 3
Instruções sobre o Sacrifício Pacífico.  Veremos maiores detalhes daqui há alguns dias no capítulo 7.

Salmos 93

Pregação sobre o capítulo com o pastor Maurício Andrade

Este breve salmo não tem título nem nome de autor, mas seu tema é bastante óbvio, sendo declarado na primeira linha. É o salmo de soberania onipotente: Jeová, apesar de toda oposição, reina supremo. Possivelmente, ao tempo em que foi escrita esta ode, a nação corria perigo diante de seus inimigos, e as esperanças do povo de Deus foram encorajadas com a lembrança de que o Senhor ainda era Rei. O que poderiam desejar de mais doce e mais segura consolação?
(Charles Spurgeon)

Atos 8
Após o episódio do apedrejamento de Estêvão, a Igreja passa pela primeira vez por uma perseguição oficial. Os cristãos, com exceção dos apóstolos, são dispersos para outras regiões. Com isso, o Evangelho se espalha. Um jovem chamado Saulo se mostra um dos mais dedicados perseguidores de cristãos, tirando homens e mulheres de suas casas e jogando-os na prisão.

Neste capítulo temos a história de Simão, o mágico. Ela é muito semelhante à histórias recentes. Um homem que engana o povo e atrai multidões com vários sinais, se dizendo um homem de Deus.
Quando Filipe aparece naquela região (Samaria) pregando o verdadeiro Evangelho, muitos são convertidos e o próprio Simão passa a seguir Filipe. Devido a esse despertamento dos samaritanos, Pedro e João foram enviados para lá e impunham as mãos sobre o povo para que recebessem o Espírito Santo. Ao ver isso, Simão ofereceu-lhes dinheiro para que lhe fosse dado (vendido) esse dom. Isso causou a fúria de Pedro, que lhe deu o seguinte esculacho:

"Vá tua prata contigo à perdição, pois cuidaste adquirir com dinheiro o dom de Deus. Tu não tens parte nem sorte neste ministério, porque o teu coração não é reto diante de Deus. Arrepende-te, pois, dessa tua maldade, e roga ao Senhor para que porventura te seja perdoado o pensamento do teu coração; pois vejo que estás em fel de amargura, e em laços de iniquidade."
(Atos 8:20-23)

Na sequência temos o encontro de Filipe com o eunuco da Etiópia, que depois desse encontro viria a se tornar, segundo a opinião de muitos, o primeiro africano cristão.

Leitura bíblica - dia 95

Levítico 2

Instruções a respeito das ofertas de cereais.

Salmos 92
Um salmo ou cântico para o dia de sábado. Esta composição admirável é tanto um salmo como um canto, igualmente solene e alegre; e foi planejada para ser cantada no dia do descanso. O assunto é o louvor de Deus; o louvor é trabalho sabático, a ocupação alegre, de corações em descanso. O estilo é digno do tema e do dia, sua inspiração vem da "fonte de todas as bênçãos"; Davi falou como o Espírito lhe dava a forma de expressão. Na igreja de Cristo, a essa hora, nenhum salmo é mais cantado no dia do Senhor do que este aqui. A encantadora versão do dr. Watts é bem conhecida:

Doce obra é, meu Deus, que minha alma invade,
Em louvar teu nome, dar graças e cantar;
Em horas matutinas o teu amor mostrar,
E à noite vir falar de toda tua verdade.

O sábado foi separado para adorar o Senhor em sua obra acabada da criação, e por isso é bem adequado este salmo; os cristãos podem partir para um vôo ainda mais alto, porque celebram a redenção completa. Ninguém que conhece o estilo de Davi hesitará em atribuir-lhe a autoria desse salmo divino; os desvarios dos rabis que afirmam ter sido ele composto por Adão, só precisam ser mencionados para ser descartados. Adão no Paraíso não tinha nem harpas para tocar, nem ímpios com que contender.
(Charles Spurgeon)

Atos 7
Este é um capítulo que todos deveríamos ler com frequência. É praticamente um resumo do Antigo Testamento.  Estêvão está apresentando sua defesa, passeando pela história bíblica, mostrando que, assim como os judeus estavam rejeitando a Jesus, já haviam rejeitado e matado os profetas antigos e já haviam se rebelado contra Deus em diversas outras ocasiões. Estêvão vê o céu aberto e enxerga a Glória de Deus.  Em seguida é apedrejado tornando-se o primeiro mártir cristão.

Leitura bíblica - dia 94

Levítico 1
Com o Tabernáculo pronto, iniciamos este terceiro livro de Moisés com o estabelecimento do padrão dos holocaustos que seriam oferecidos a Deus. Ofertas de gado de rebanho ou gado miúdo, carneiros, cabritos e aves. Temos aqui passo a passo, os rituais feitos para que fossem perdoados os pecados dos indivíduos através do derramamento de sangue, o que nitidamente já apontava para a obra de Cristo.

Salmos 91
Este salmo não tem título, e não possuímos meios de saber ao certo o nome do escritor, nem a data de sua composição. Os doutores judaicos consideram que, quando o nome do autor não é mencionado, podemos atribuir o salmo ao último escritor nomeado; e, se for assim, este é outro salmo de Moisés, o homem de Deus. Muitas expressões aqui são similares àquelas de Moisés em Deuteronômio, e a evidência interna, pelas expressões idiomáticas, apontariam-no como o compositor. A vida prolongada de Josué e Calebe, que seguiram plenamente o Senhor, ilustra com grandeza este salmo, pois eles, como recompensa por terem permanecido sempre perto do Senhor, continuaram a viver "entre os mortos, em meio aos seus túmulos". Por essa razão, não é improvável que este salmo tenha sido escrito por Moisés, mas não ousamos ser dogmáticos a esse respeito. Se a pena de Davi foi usada para nos dar esse poema incomparável, não podemos acreditar, como fazem alguns, que ele assim comemorou a praga que assolou Jerusalém por ter contado o povo. Para ele, então, cantar de si mesmo que via "a recompensa dos ímpios" seria inteiramente contrário à sua declaração, "Eu pequei, mas estas ovelhas, o que fizeram?" e a ausência de qualquer alusão ao sacrifício sobre Sião não poderia ser de qualquer forma explicada, visto que o arrependimento de Davi inevitavelmente o teria levado a frisar o sacrifício expiatório e o aspergir do sangue pelo hissopo.

Em toda a coletânea não há nenhum salmo mais alegre, seu tom é elevado e sustentado do começo ao fim, a fé é clara e seu texto é nobre. Um médico alemão costumava dizer que ele era a melhor defesa em tempos de cólera, e, na verdade, constitui mesmo um medicamento celestial contra pragas e pestes. Aquele que pode viver no espírito do salmo 91 será destemido, mesmo que as cidades sejam assoladas por pestes e pragas, e os túmulos se encham de carcaças.
(Charles Spurgeon)

Atos 6
Um curto e importante capítulo do livro de Atos.  Os apóstolos pedem para que a comunidade escolha sete diáconos que tomariam conta da distribuição e assistência aos necessitados.  Assim, foram eleitos Estêvão,  Filipe, Prócoro, Nicanor, Timão, Pármenas e Nicolau.
Estêvão se destacava por ser cheio do Espírito Santo e fazia grandes sinais, o que, como sempre, desagradava os religiosos, que armaram contra ele, levando-o a interrogatório, acusando-o com falsas testemunhas de blasfêmia.

"Olhando para ele, todos os que estavam sentados no Sinédrio viram que o seu rosto parecia o rosto de um anjo."
(Atos 6:15)

Leitura bíblica - dia 93

Êxodo 40
Chegamos ao último capítulo do livro de Êxodo. Deus dá instruções para a montagem do Tabernáculo. Determina a consagração dos objetos, do sacerdote Arão e de seus filhos, bem como a purificação de todos.

"Assim, o tabernáculo foi armado no primeiro dia do primeiro mês do segundo ano."
(Êxodo 40:17)

Entre os versículos 34 e 38 temos o relato da comunicação de Deus com o povo através de uma nuvem.

Salmos 90
Uma oração de Moisés, o homem de Deus. Muitas tentativas já foram feitas para provar que Moisés não escreveu este salmo, mas nós permanecemos firmes na convicção de que ele seja o seu autor. A condição de Israel no deserto é tão eminentemente ilustrativa de cada versículo, e as palavras tão semelhantes a tantas do Pentateuco, que as dificuldades sugeridas são, à nossa mente, leves como o ar em comparação com as evidências em favor de sua origem mosaica. Moisés foi poderoso na palavra bem como na ação, e cremos ter sido este salmo um de seus pronunciamentos de peso, digno de se colocar ao lado de seu glorioso discurso registrado em Deuteronômio. Moisés era de modo todo especial um homem de Deus e de Deus um homem, escolhido por Deus, inspirado por Deus, honrado por Deus, e fiel a Deus em toda a sua casa, bem merecendo o nome que aqui lhe é dado. O salmo é chamado de oração, pois os pedidos finais entram em sua essência, e os versículos anteriores são uma meditação preparatória à súplica. Homens de Deus certamente serão homens de oração. Esta não foi a única oração de Moisés. De fato, é apenas uma amostra da maneira em que o vidente de Horebe se inclinava a estar em comunhão com o céu e a interceder pelo bem de Israel. Este é o mais antigo dos salmos, e se acha entre dois livros de salmos como uma composição única em sua grandeza, e sozinha em sua antigüidade sublime. Muitas gerações de lamentadores escutaram este salmo enquanto rodeavam de pé um túmulo aberto, e foram consolados por ele, mesmo quando não perceberam como se aplicava de modo especial a Israel no deserto e esqueceram-se de lembrar o terreno muito mais alto sobre o qual os crentes agora estão de pé.

ASSUNTO E DIVISÃO
Moisés canta a fragilidade do homem e a brevidade da vida, contrastando com isso a eternidade de Deus, e fazendo apelos sinceros por compaixão. A única divisão que será útil separa a contemplação em Sl 90.1-11 de Sl 90.12-17. Não há necessidade nem dessa quebra, porque a unidade é bem preservada em todo o salmo.

Atos 5
O casal Ananias e Safira mente para Pedro a respeito da venda de uma propriedade e ambos caem mortos subitamente.

"E grande temor apoderou-se de toda a igreja e de todos os que ouviram falar desses acontecimentos."
(Atos 5:11)

Nessa época, os cristãos costumavam se reunir em um dos portais do Templo. Muitos vinham de vários lugares para serem curados e libertos.

Claro que tudo isso causava uma enorme inveja nos líderes religiosos.
Então mandaram prender os apóstolos. No entanto, um anjo os tirou da cadeia e no dia seguinte, lá estavam eles ensinando a respeito de Jesus. Novamente foram levados à presença dos líderes religiosos para serem interrogados e novamente afirmaram que não deixariam de proclamar o Evangelho.  Os religiosos queriam condená-los,  mas um dos principais, chamado Gamaliel, sabiamente sugeriu:

"Varões israelitas, acautelai-vos a respeito do que estais para fazer a estes homens.
Porque, há algum tempo, levantou-se Teudas, dizendo ser alguém; ao qual se ajuntaram uns quatrocentos homens; mas ele foi morto, e todos quantos lhe obedeciam foram dispersos e reduzidos a nada. Depois dele levantou-se Judas, o galileu, nos dias do recenseamento, e levou muitos após si; mas também este pereceu, e todos quantos lhe obedeciam foram dispersos. Agora vos digo: Dai de mão a estes homens, e deixai-os, porque este conselho ou esta obra, caso seja dos homens, se desfará; mas, se é de Deus, não podereis derrotá-los; para que não sejais, porventura, achados até combatendo contra Deus."
(Atos 5:35-39)

Então os apóstolos foram dispensados, mas antes porém,  foram açoitados.  E ficaram honrados por serem castigados por causa do nome de Jesus.