Leitura bíblica - dia 146

Números 25

Deus ordena a Moisés e a Eleazar (filho da Arão) que façam um segundo recenseamento.

Números 26:2 - "Façam um recenseamento de toda a comunidade de Israel, segundo as suas famílias; contem todos os de vinte anos para cima que possam servir no exército de Israel".

Salmos 142

Maskil de Davi. Este Maskil foi escrito para nos dar ensinamentos. Ensina-nos, principalmente, por meio de exemplo, como ordenar nossa oração em tempos de aflição. Tal instrução é uma das mais necessárias, práticas e efetivas partes de nossa instrução espiritual. Quem aprendeu a orar, aprendeu a mais útil das artes e ciências. Os discípulos disseram ao filho de Davi: "Senhor, ensina-nos a orar"; e aqui Davi nos dá uma lição valiosa ao registrar sua própria experiência quanto à súplica quando se está debaixo de uma nuvem.

Uma oração quando ele estava numa caverna. Estava em um de seus muitos lugares ocultos, em Engedi, Adulã, ou alguma outra caverna solitária onde pudesse se esconder de Saul e seus perseguidores. As cavernas eram lugares apropriados para a oração; o escuro e a solidão ajudam no exercício da devoção. Se Davi tivesse orado tanto em seu palácio como orava em sua caverna, ele talvez nunca tivesse cometido o ato que trouxe tanta desgraça quando era mais velho.

ASSUNTO
Resta pouca dúvida de que este canto data dos dias em que Saul perseguia Davi insistentemente, e o próprio Davi estava em dificuldade de alma, provavelmente produzida por aquela fraqueza de alma que o levou a associar-se com princesas pagãs. Seus bens evidentemente estavam em baixa, e o que era pior, sua fama tinha decaído muito; contudo demonstrou fé verdadeira em Deus, a quem tinha exposto suas tristezas prementes. As sombras da caverna cobrem o salmo, contudo, como se estivesse em pé à entrada dela, o profeta poeta vê uma luz brilhante um pouco à frente.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 13

No capítulo anterior vimos que existem dons diferentes para cada cristão. Agora, a Palavra afirma que de nada valem os dons sem o amor. Expõe características desse amor e aponta para a volta de Jesus:

1 Coríntios 13:10 e 12 - quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá.

Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido.

Leitura bíblica - dia 145

Números 24

Balaque, o rei dos moabitas, fica furioso porque pela terceira vez Balaão abençoa os israelitas, pois é isso que Deus revela a ele, já prevendo a derrota de Moabe.

Salmos 141

Um salmo de Davi. Sim, Davi sob suspeitas, quase não querendo falar, de medo de falar inoportunamente enquanto tentava se inocentar; Davi caluniado e cercado por inimigos; Davi censurado até por santos, e aceitando bem essa situação; Davi lastimando a condição do partido piedoso do qual ele era o cabeça reconhecido. Davi esperando em Deus com expectativa confiante. O salmo faz parte de um grupo de quatro, e tem semelhança marcante com os outros três. Seu sentido é tão profundo que em certos trechos é excessivamente obscuro, contudo tem pó de ouro mesmo na superfície. No começo o salmo é iluminado pela claridade do entardecer quando o incenso sobe ao céu; depois vem uma noite de linguagem cujo sentido não podemos enxergar; e ela dá lugar à luz da manhã na qual nossos olhos estão no Senhor.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 12

Os cristãos, coletivamente, são considerados o "Corpo de Cristo". Paulo explica que cada parte do corpo tem uma função diferente e, portanto, cada cristão tem um dom diferente, ministérios e atuações distintas umas das outras, porém com o mesmo Espírito e sempre visando o bem coletivo.

Leitura bíblica - dia 144

Números 23

Balaque, o rei dos moabitas,  está ansioso para que o profeta Balaão amaldiçoe os israelitas e o leva de um lado para o outro na esperança de que ele faça isso.  Mas Balaão simplesmente não pode!

Números 23:8 - Como posso amaldiçoar a quem Deus não amaldiçoou? Como posso pronunciar ameaças quem o Senhor não quis ameaçar?

Salmos 140

Este salmo está em seu lugar apropriado, e tão sabiamente segue ao 139 que quase se pode continuar a ler e não fazer quebra alguma entre os dois. Um dano sério resultaria para todo o Livro de Salmos se a ordem fosse mexida como certos pretensiosos propõem. Este salmo é O grito de uma alma perseguida, a súplica de um crente incessantemente perseguido e acossado por inimigos astuciosos, ávidos por sua destruição. Davi foi perseguido como perdiz sobre as montanhas, e raramente obtinha um momento de paz. Este é seu comovente apelo a Jeová por proteção, um apelo que aos poucos se intensifica em uma denúncia de seus inimigos mordazes. Com este sacrifício de oração ele oferece o sal da fé; pois de maneira muito marcante e enfática ele expressa sua confiança pessoal no Senhor como o Protetor dos oprimidos, e como seu próprio Deus e Defensor. Poucos salmos curtos são tão ricos em jóias de fé preciosa.

AO MESTRE DA MÚSICA
O escritor quis que este hino experimental estivesse sob o cuidado do principal mestre do canto, para que não houvesse perigo de não ser cantado, nem que fosse apresentado sem qualidade, levianamente. Tais provações e tais salvamentos mereciam ser lembrados, e serem colocados entre a fina flor dos memoriais da bondade do Senhor. Nós também temos nossos cantos especiais de boa qualidade, e estes precisam ser cantados com nossos melhores recursos de coração e voz. Nós os ofereceremos ao Senhor através de nenhuma mão que não seja a do "Mestre da música".

UM SALMO DE DAVI
A vida de Davi quando ele vem em contato com Saul e Doegue é a melhor explicação deste salmo; e certamente não pode haver nenhuma dúvida de que foi Davi quem o escreveu, e de tê-lo escrito na época de seu exílio e perigo. A tremenda explosão no final tem o fervor que era tão natural em Davi, homem que nunca foi morno, indiferente em nada; contudo deve-se notar que em relação a seus inimigos ele freqüentemente era ardente nas palavras de indignação, mas frio na ação, porque não era vingativo. Não tinha malícia mesquinha, e sim uma ira justa: ele previu, predisse e até desejou a justa vingança de Deus sobre os orgulhosos e maus, contudo não se valia de oportunidades para vingar-se daqueles que lhe tinham feito mal. Pode ser que seus apelos ao grande Rei esfriassem sua raiva, e permitissem que deixasse sem resposta as vezes que lhe fizeram mal por qualquer ato de violência. "A vingança é minha; eu pagarei, diz o Senhor"; e Davi mesmo machucado por perseguição imerecida e mentira maldosa gostava de deixar seus problemas ao pé do trono, onde ficariam a salvo com o Rei dos reis.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 11

1 Coríntios 11:6 - Se a mulher não cobre a cabeça, deve também cortar o cabelo; se, porém, é vergonhoso para a mulher ter o cabelo cortado ou rapado, ela deve cobrir a cabeça.

Naquela cultura ter a cabeça coberta por um véu significava que a mulher estava submissa ao pai ou ao marido. A falta desse véu significava desonra.

Leitura bíblica - dia 143

Números 22

Os israelitas se aproximam de Moabe. Ao saber disso, o rei dos moabitas fica temeroso, pois sabe do poder de Israel. Chama então, o profeta Balaão para amaldiçoar os israelitas. Balaão consulta a Deus,  que o adverte que se trata de um povo abençoado e não seria possível amaldiçoá-lo. O rei faz questão da presença de Balaão e o manda chamar.  Quando o profeta está à caminho, se dá o famoso diálogo dele com sua jumenta.

Salmos 139

Um dos mais notáveis dos hinos sacros, canta da onisciência e onipresença de Deus, pressupondo a derrubada dos poderes do mal, visto que aquele que vê e ouve os atos e palavras abomináveis dos rebeldes certamente tratará com eles conforme a sua justiça. O brilho deste salmo é como uma pedra de safira, ou como o "reluzente berilo" de Ezequiel; inflama-se de tal luz que pode transformar a noite em dia. Como um farol [o primeiro farol], este canto sagrado lança uma luz clara sobre as regiões mais longínquas do mar, e avisa as pessoas daquele ateísmo prático que ignora a presença de Deus, e assim faz naufragar a alma.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 10

Este capítulo é um presente para nós que estamos fazendo esta leitura tríplice. Paulo está dando exemplos citando justamente as passagens do livro de Números que acabamos de estudar nesta semana. Diz que os israelitas do tempo de Moisés foram batizados na Nuvem que os guiava no deserto e também pelas águas que se abriram. Ele cita Números 20:11, texto que estudamos há dois dias,  quando Moisés toca a pedra e desta jorra água,  matando a sede do povo.  Paulo explica que essa pedra era Cristo.

Mas Deus não se agradou da maior parte deles; pelo que foram prostrados no deserto.
Ora, estas coisas nos foram feitas para exemplo, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram.
(1 Coríntios:10:5-4)

E o que os israelitas cobiçaram, desagradando a Deus?
A resposta está também no livro de Números:

Ora, o vulgo que estava no meio deles veio a ter grande desejo; pelo que os filhos de Israel também tornaram a chorar, e disseram: Quem nos dará carne a comer?
Lembramo-nos dos peixes que no Egito comíamos de graça, e dos pepinos, dos melões, dos porros, das cebolas e dos alhos.
Mas agora a nossa alma se seca; coisa nenhuma há senão este maná diante dos nossos olhos.
(Números:11:4-6)

Desejaram voltar à vida de escravidão e fizeram pouco caso do maná, um dos mais importantes milagres de Deus no deserto.
Do mesmo modo agimos nós,  quando mesmo após a nossa conversão, sentimos o desejo das coisas passadas.

Leitura bíblica - dia 142

Números 21

O exército cananeu capturou alguns israelitas e estava bem na batalha.  Os israelitas pediram e Deus deu a vitória.  Os cananeus foram totalmente destruídos. Partiram do monte Hor pelo caminho do mar Vermelho, para contornarem a terra de Edom. Mas o povo ficou impaciente no caminho e começaram a murmurar contra Deus e contra Moisés com aquela velha ladainha de sempre: "deveríamos ter ficado no Egito, mimimimi..."

Números 21:6 - Então o Senhor enviou serpentes venenosas que morderam o povo, e muitos morreram.
Percebendo o erro,  voltaram a Moisés para que ele intercedesse pedindo para Deus que sumisse com as cobras.

Números 21:8 - O Senhor disse a Moisés: "Faça uma serpente e coloque-a no alto de um poste; quem for mordido e olhar para ela viverá".

É, sem dúvida, uma das várias referências a Cristo no Antigo Testamento.

João 3:14-15 "E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna".

Salmos 138

Um salmo de Davi. Este salmo está localizado sabiamente. Quem quer que tenha editado e ordenado estes poemas sacros, tinha a visão de justaposição e contraste, pois se no Sl 137.1-9 vemos a necessidade de silêncio diante de zombadores, aqui vemos a excelência de uma corajosa confissão. Há um tempo para calar, para não lançar pérolas aos porcos, e há um tempo para falar abertamente, para não ser considerado culpado de covardia por não confessar. O salmo é evidentemente de caráter davídico, evidenciando toda a fidelidade, coragem e determinação resoluta daquele rei de Israel e príncipe dos salmistas. Naturalmente os críticos já tentaram negar a autoria de Davi devido à menção do templo, embora ocorra a mesma palavra em um dos salmos que é permitido ser de Davi. Muitos críticos modernos são para a palavra de Deus o que moscas-varejeiras são para a comida dos homens: não podem fazer nenhum bem, e se não são implacavelmente enxotadas fazem grande mal.

DIVISÃO
Em plena confiança, Davi está preparado para confessar seu Deus diante dos pagãos, ou diante de anjos ou governadores (Sl 138.1-3); ele declara que instruirá e converterá reis e nações, até que na própria estrada homens cantem os louvores do Senhor (Sl 138.4-5). Tendo dito isso, ele pronuncia sua confiança pessoal em Jeová, que ajudará seu humilde servo, e o preservará de toda a malícia de inimigos irados.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 9

A princípio, Paulo parece reivindicar algum tipo de pagamento por estar pregando o Evangelho:

1 Coríntios 9:4-7 Não temos nós o direito de comer e beber?
Não temos nós o direito de levar conosco uma esposa crente como fazem os outros apóstolos, os irmãos do Senhor e Pedro?
Ou será que só eu e Barnabé não temos direito de receber sustento sem trabalhar?
Quem serve como soldado à própria custa? Quem planta uma vinha e não come do seu fruto? Quem apascenta um rebanho e não bebe do seu leite?

Mas depois fica claro que Paulo abre mão desse pagamento, mesmo mostrando que seria justo tê-lo:

1 Coríntios 9:18-19 Qual é, pois, a minha recompensa? Apenas esta: que, pregando o evangelho, eu o apresente gratuitamente, não usando, assim, dos meus direitos ao pregá-lo.
Porque, embora seja livre de todos, fiz-me escravo de todos, para ganhar o maior número possível de pessoas.

Leitura bíblica - dia 141

Números 20

Os israelitas chegam ao deserto de Sin. O povo se queixa da falta de água com aquela mesma lamúria de que era melhor terem ficado no Egito e tal.  Deus diz a Moisés que toque com o cajado no rochedo na frente de todo o povo, pois dele jorraria a água. 

Moisés e Arão reuniram a assembléia diante da rocha, e Moisés disse-lhes: Ouvi agora, rebeldes! Porventura tiraremos água desta rocha para vós? Então Moisés levantou a mão, e feriu a rocha duas vezes com a sua vara, e saiu água copiosamente, e a congregação bebeu, e os seus animais.
(Números 20:10-11)

Deus ficou furioso, pois Moisés e Arão deram a entender que eles próprios tinham feito o milagre e não deram a devida glória ao Senhor.  Como castigo, Deus decretou que eles não entrariam com os israelitas na terra prometida. Ainda neste capítulo, Arão morre.

Salmos 137

Este poema melancólico é uma das composições mais encantadoras de todo o Livro dos Salmos, justamente por seu poder poético. Se não fosse inspirado, mesmo assim ocuparia um lugar importante no gênero, especialmente a primeira parte dele, que é muito terno e patriótico. Nos versos posteriores (Sl 137.7-9), temos expressões de indignação abrasadora contra os principais adversários de Israel - uma indignação tão justa quanto fervorosa. Que o critiquem aqueles que nunca viram seu templo incendiado, sua cidade arruinada, suas esposas violadas, e depois crianças assassinadas; poderiam não se exprimir, quem sabe, de modo tão aveludado se tivessem sofrido desta maneira. Uma coisa é falar do sentimento de amargura que perturbou os israelitas cativos na Babilônia, e outra bem diferente é sermos prisioneiros nós mesmos, oprimidos por um poder selvagem e desapiedado. Esse canto poderia muito bem ser cantado no muro de lamentações dos judeus. É um fruto do cativeiro na Babilônia, e muitas vezes já serviu como expressão de tristezas que de outra maneira teriam sido impossíveis de exprimir. É um salmo opalescente, cujo brilho brando irradia um fogo que impressiona quem o olha com admiração.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 8

Ao falar sobre "alimentos sacrificados", Paulo alerta para que aqueles que possuem um entendimento mais amplo das coisas de Deus, não confundam os mais ignorantes.

1 Coríntios 8:9 - Contudo, tenham cuidado para que o exercício da liberdade de vocês não se torne uma pedra de tropeço para os fracos.

Leitura bíblica - dia 140

Números 19
Deus exigiu um ritual de purificação no qual uma água especial deveria ser usada na cerimônia.

Parece que Deus deu esta ordenança como à conseqüência da rebelião de Coré.

Porque depois da praga que matou milhares de pessoas, os judeus tinham que cuidar dos mortos e por isso ficaram sujos porque tinham contato com os cadáveres deles e tinham que ser limpos para fazer o serviço de Deus depois.

Então, Deus deu esta ordenança com este fim.

Mas preparar a tal água não seria tão fácil assim...

Salmos 136
Não sabemos por quem este salmo foi escrito, mas sabemos que foi cantado no templo de Salomão (2Cr 7.2, 6), e pelos exércitos de Josafá quando eles celebraram a vitória no deserto de Tecoa (2Cr 20.22). Por sua forma marcante podemos concluir que era um hino popular entre o antigo povo de Deus. A maioria dos hinos com um coro sólido, simples, torna-se favorito nas congregações dos fiéis, e este certamente foi um dos mais amados. Não apresenta nada senão louvor. Tem sintonia com o êxtase, e só pode ser apreciado plenamente por um coração piedosamente agradecido.

Começa com um louvor triplo ao Senhor Triúno (Sl 136.1-3), então nos dá seis notas de louvor ao Criador (Sl 136.4-9), seis mais sobre livramento do Egito (Sl 136.10-15), e sete sobre a viajem pelo deserto e a entrada em Canaã. Depois temos dois versículos alegres de gratidão pessoal por misericórdia presente (Sl 136.23-24), um (Sl 136.25) para contar da providência universal do Senhor, e um versículo para estimular o louvor incessante.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 7
É um capítulo que fala basicamente sobre casamento e solteirice.

1 Coríntios 7:35 - Estou dizendo isso para o próprio bem de vocês; não para lhes impor restrições, mas para que vocês possam viver de maneira correta, em plena consagração ao Senhor.

Leitura bíblica - dia 139

Números 18

Deus estabelece responsabilidades para Arão, seus filhos e para toda a tribo de Levi, ao mesmo tempo em que lhes oferece dádivas:

Números 18:5 - "Vocês terão a responsabilidade de cuidar do santuário e do altar, para que não torne a cair a ira divina sobre os israelitas.

Números 18:21 - "Dou aos levitas todos os dízimos em Israel como retribuição pelo trabalho que fazem ao servirem na Tenda do Encontro.

Salmos 135

Este salmo não tem título. É composto principalmente de seleções de outras passagens da Escritura. Já foi chamado de mosaico, e comparado a um piso de mosaico, enxadrezado. Seus dois primeiros versículos (Sl 135.1-2) foram extraídos de Sl 134.1-3; enquanto que a parte final de Sl 135.2 e o começo de Sl 135.3 fazem-nos lembrar de Sl 116.19. E Sl 135.4 sugere Dt 7.6. Será que Sl 135.5 não faz lembrar Sl 95.3? Quanto a Sl 135.7, é quase idêntico a Jr 10.13, que pode bem ter sido extraído dele. A passagem contida em Sl 135.13 encontra-se em Êx. 3.15, e a de Sl 135.14 em Dt 32.36. Os versos finais, Sl 135.8-12, estão no Sl 136. De Sl 135.15 até o fim o tema é uma repetição de Sl 115.1-18. Esse processo de rastrear as expressões em outras fontes poderia ser levado adiante sem forçar as citações; todo o salmo é um composto de muitas fontes seletas; e contudo tem a continuidade e vitalidade de um poema original. O Espírito Santo ocasionalmente se repete; não porque sofra de falta de idéias ou de palavras, mas porque nos convém ouvirmos as mesmas coisas da mesma forma. No entanto, quando nosso grande Mestre usa a repetição, é geralmente com variações instrutivas, que merecem nossa atenção cuidadosa.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 6

Este capítulo trata de dois temas. Podemos resumí-lo em dois versículos-chave:

1 Coríntios 6:4 - se vocês têm questões relativas às coisas desta vida, designem para juízes os que são da igreja, mesmo que sejam os menos importantes.

1 Coríntios 6:18 - Fujam da imoralidade sexual. Todos os outros pecados que alguém comete, fora do corpo os comete; mas quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo.

Leitura bíblica - dia 138

Números 17

Deus, através de Moisés, ordena que cada um dos líderes de cada tribo, inclusive Arão,  apresentem suas varas (bordões) à Tenda da Congregação. O bordão do homem a quem Deus escolhesse iria florescer,  evitando os transtornos narrados no capítulo anterior. De fato, o bordão a florescer foi mesmo o de Arão, confirmando-o como sacerdote.

Salmos 134

Cântico de degraus. Chegamos agora ao último dos Salmos Graduados. Os peregrinos estão voltando para casa, e estão cantando o último canto de seu saltério. Saem bem cedo de manhã, antes do sol raiar, pois a viagem é longa para muitos deles. Ainda é noite mas eles estão se movimentando. Logo que deixam as portas da cidade, vêem os guardas em cima dos muros do templo, e as luzes que brilham das janelas dos cômodos em volta do santuário; e nisso, comovidos pela cena, eles cantarolam uma despedida ritmada aos servidores perpétuos que estão no santuário. Sua exortação final estimula os sacerdotes a pronunciar sobre eles uma bênção que vem do santo lugar: ela está no verso três. Os sacerdotes dizem mais ou menos assim: "Vocês pediram que bendizêssemos o Senhor, e agora nós oramos ao Senhor para que ele abençoe vocês".
O salmo ensina-nos a orar por aqueles que estão continuamente ministrando diante do Senhor, e convida todos os ministros a pronunciarem bênçãos sobre seu povo amoroso e piedoso.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 5

Repreensões e exortações contra a impureza da igreja em Corínto.

1 Coríntios 5:1 - Por toda parte se ouve que há imoralidade entre vocês, imoralidade que não ocorre nem entre os pagãos, a ponto de alguém de vocês possuir a mulher de seu pai!

O capítulo gira em torno desse caso e Paulo continua, dizendo que eles deveriam julgar o que acontece dentro da comunidade cristã:

1 Corintios 5:12-13 - Pois, como haveria eu de julgar os de fora da igreja? Não devem vocês julgar os que estão dentro? Deus julgará os de fora. "Expulsem esse perverso do meio de vocês".

Leitura bíblica - dia 137

Números 16
Corá, da tribo de Levi,  juntamente com Datã e Abirão da tribo de Rúben, encabeçaram uma rebelião contra Moisés e Arão, contando com outros duzentos israelitas, líderes da comunidade.

Números 16:3 - Eles se ajuntaram contra Moisés e Arão, e lhes disseram: "Basta! A assembléia toda é santa, cada um deles é santo, e o Senhor está no meio deles. Então, por que vocês se colocam acima da assembléia do Senhor?"

Ouvindo isso, Moisés se lamentou profundamente e disse a Corá e seus seguidores:

Números 16:5 - "Pela manhã o Senhor mostrará quem lhe pertence e fará aproximar-se dele aquele que é santo, o homem a quem ele escolher.

Então decretou que todos se apresentassem pela manhã,  munidos de seus incensários.

Leia e confira o que aconteceu.

Salmos 133
Um cântico de degraus de Davi. Não vemos razão nenhuma de privar Davi da autoria desse soneto brilhante. Ele conhecia por experiência a amargura causada por divisões em famílias, e estava bem preparado para celebrar em finíssima salmodia a bênção da unidade pela qual suspirava. Dentre os "cânticos de peregrinação" este hino certamente chegou a um ótimo nível, e mesmo na literatura comum é citado com freqüência pelo seu perfume e orvalho. Neste salmo não há nenhuma palavra amarga, tudo é "doçura e luz" - uma elevação notável em contraste com o salmo 110 com o qual os peregrinos partiram. Aquele era cheio de guerra e lamentação, mas este canta a paz e a suavidade. Os visitantes a Sião estavam prestes a retornar, e este pode ter sido seu hino de júbilo por terem visto tanta união entre as tribos que se reuniram no altar que tinham em comum. O salmo anterior, que canta a aliança, também havia revelado o centro da unidade de Israel no ungido do Senhor e promessas feitas a ele. Não é de admirar que os irmãos habitem em união quando Deus habita no meio deles, e encontra neles o seu repouso. Nossos tradutores têm dado a este salmo um cabeçalho admirável: "O benefício da comunhão dos santos". Esses homens excelentes muitas vezes acertam o sentido de um texto em poucas palavras.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 4
A igreja em Corínto passava por vários problemas. Aqui, nos parece ser um certo excesso de vaidade por parte de alguns. Paulo exorta para que enxerguem a si próprios e percebam que tudo foi dado por Deus e portanto, não há motivo para vanglória e nem tampouco para julgamentos de atitudes, afinal, Deus há de julgar.

Entre os versículos 9 e 13, Paulo comenta como era a vida dos apóstolos.  Perceba com bastante atenção que era uma vida muuuito diferente da vida daqueles que se dizem "apóstolos" hoje em dia:

1 Corintios 4:

9- Porque me parece que Deus nos colocou a nós, os apóstolos, em último lugar, como condenados à morte. Viemos a ser um espetáculo para o mundo, tanto diante de anjos como de homens.

10 - Nós somos loucos por causa de Cristo, mas vocês são sensatos em Cristo! Nós somos fracos, mas vocês são fortes! Vocês são respeitados, mas nós somos desprezados!

11 - Até agora estamos passando fome, sede e necessidade de roupas, estamos sendo tratados brutalmente, não temos residência certa e

12 - trabalhamos arduamente com nossas próprias mãos. Quando somos amaldiçoados, abençoamos; quando perseguidos, suportamos;

13 - quando caluniados, respondemos amavelmente. Até agora nos tornamos a escória da terra, o lixo do mundo.

Leitura bíblica - dia 136

Números 15
Ordenanças de Deus sobre as ofertas a serem apresentadas pelo povo ao entrar na terra prometida.

Salmos 132

TÍTULO
Um cântico de peregrinação. Um cântico alegre: que todos os peregrinos à Nova Jerusalém o cantem com freqüência. Os degraus, as subidas são muito visíveis; o tema sobe de degrau em degrau desde "dificuldades" até uma "coroa", de "lembra-te de Davi" a "farei renascer o poder de Davi". A segunda metade é como o céu arqueando sobre "os campos de Jaar" que são encontrados nas decisões e orações que antecedem (v. 1-5).

DIVISÃO
Nossos tradutores dividiram bem este salmo. Ele contém uma afirmação do cuidado ansioso de Davi, que deseja construir uma casa para o Senhor (Sl 132.1-7); uma oração na remoção da arca (Sl 132.8-10); e uma súplica sobre a aliança divina e suas promessas (Sl 132.11-18).
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 3
Paulo é firme com os coríntios. Diz que eles ainda não têm condições de receber algo mais profundo espiritualmente porque são muito carnais, cheios de inveja e provocando divisões.  Interessante observar que mesmo com graves falhas, Paulo nunca põe em dúvida a salvação dessas pessoas, tratando-os sempre como o povo de Deus, uma vez que vieram a crer.

1 Coríntios 3:

9. Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.

16. Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?

23. Vocês são de Cristo, e Cristo de Deus.

Leitura bíblica - dia 135

Números 14
Ao constatar a força do povo que habitava Canaã,  os israelitas começaram a murmurar, a chorar em alta voz e a se queixar com Moisés e Arão. Voltaram a desejar nunca terem saído do Egito. Cogitaram até mesmo escolher um líder que os levasse de volta ao Egito!  Isso provocou uma profunda tristeza em Moisés e Arão.  Entre os que espiaram a terra, Josué e Calebe eram os únicos otimistas,  incentivando os demais a tomarem posse de Canaã,  pois Deus os faria triunfar. Por causa dessa declaração quase foram apedrejados pelo povo!
Deus, então, condena a todos os murmuradores a não entrarem na terra prometida.

Salmos 131
Um cântico de peregrinação de Davi. É composto por Davi e sobre Davi: ele é o autor e o tema, e muitos incidentes de sua vida podem ser usados para ilustrá-lo. Comparando os salmos a gemas preciosas, este seria uma pérola: quanta beleza adornará o pescoço da paciência. É um dos salmos mais curtos de ler, porém um dos mais longos para aprender. Trata de uma criança nova, mas contém a experiência de um homem maduro em Cristo. Despretensão e humildade estão aqui unidas em um coração santificado, uma vontade submissa à mente de Deus, e uma esperança dirigida somente ao Senhor - feliz o homem que pode sem falsidade fazer uso dessas palavras como suas; porque ele tem em torno de si a imagem de seu Senhor, que disse: "Eu sou manso e humilde de coração". Este salmo supera todos os cantos de peregrinação que o precederam; pois formosura é um dos mais altos resultados da vida divina. Há também degraus nesse Canto de Passos em Ascensão: é uma escada curta, se contamos as palavras; contudo chega a uma grande elevação, alcançando desde a profunda humildade até a confiança fixada. Le Blanc opinou que este é um canto dos israelitas que retornaram da Babilônia com corações humildes, desmamados de seus ídolos. Em todo caso, depois de qualquer cativeiro, que seja esta a expressão de nossos corações.
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 2

Pregação de Augustus Nicodemus

A mente de Cristo

A sabedoria que vem de Deus é muito diferente da sabedoria adquirida pelo homem. Não adianta simplesmente um conhecimento teórico da Bíblia ou das doutrinas, se não houver uma ação do próprio Deus no ser humano. Isso não significa que devemos ser displicentes no estudo das Escrituras,  mas confirma o que já havia sido exposto no capítulo anterior:

1 Corintios 1:30 - É, porém, por iniciativa dele (Deus) que vocês estão em Cristo Jesus, o qual se tornou sabedoria de Deus para nós, isto é, justiça, santidade e redenção

Ou seja, uma vez que somos salvos por Cristo através da fé, não podemos nos vangloriar, pois só temos fé porque esta nos foi dada por Deus.

1 Corintios 2:5 - para que a fé que vocês têm não se baseasse na sabedoria humana, mas no poder de Deus.

Leitura bíblica - dia 134

Números 13
Deus ordena a Moisés que envie homens em missão de observação e reconhecimento à terra de Canaã. Líderes de cada tribo são enviados. Constatam que a terra é boa e fértil e como prova trazem um enorme caixo de uvas carregado por dois homens. Um deles, Calebe, propõe que se tome posse da terra.

Números 13:31 - Mas os homens que tinham ido com ele disseram: "Não podemos atacar aquele povo; é mais forte do que nós".

À partir disso, o povo passou a ser pessimista e amedrontado.

Números 13:33 - Vimos também os gigantes, os descendentes de Enaque, diante de quem parecíamos gafanhotos, a nós e a eles".

Salmos 130
Um cântico de peregrinação. É difícil perceber qualquer ascensão do salmo para este, pois talvez os degraus ou avanços estejam no próprio canto: é evidente que ele se eleva rapidamente das profundezas da angústia às alturas da afirmação. É bem apropriado vir logo depois do 129; quando superamos as aflições próprias da condição humana, nos tornamos mais preparados para encontrar as tristezas mais profundas próprias de nossos assuntos com Deus. Quem suportou os flagelos dos maus treinou a paciência para ocupar-se dos procedimentos do Senhor Santo. Chamamos este o SALMO DE PROFUNDIS: "Das profundezas" é sua palavra-chave: daquelas profundezas nós clamamos, aguardamos, vigiamos e esperamos. Neste salmo ouvimos a pérola da redenção, Sl 130.7-8: quem sabe o doce cantor nunca teria encontrado algo de precioso se não tivesse sido lançado nas profundezas. "As pérolas se encontram bem no fundo".
(Charles Spurgeon)

1 Coríntios 1

Pregação de Augustus Nicodemus

Certa vez perguntaram ao ativista indiano Mahatma Gandhi, por que ele não se convertia ao cristianismo.  Ele respondeu: "Qual deles?"

De fato, quando conhecemos diferentes denominações cristãs,  temos a certeza de que são religiões totalmente diferentes, com costumes e tradições distintas. O homem sempre se afasta da Palavra de Deus, acrescentando hábitos e doutrinas não encontradas na Bíblia (ou distorcendo-a).

Não foi essa a orientação do Apóstolo Paulo à igreja de Corínto, que por conta desses desvios doutrinários, passava por problemas:

1 Coríntios 1:10 - Irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo suplico a todos vocês que concordem uns com os outros no que falam, para que não haja divisões entre vocês, e, sim, que todos estejam unidos num só pensamento e num só parecer.

Leitura bíblica - dia 133

Números 12
Miriã e Arão começaram a criticar Moisés porque ele havia se casado com uma mulher etíope.
“Será que o Senhor tem falado apenas por meio de Moisés?”, perguntaram. “Também não tem ele falado por meio de nós?”

O Senhor ouviu isso e ficou furioso.  Como castigo, Miriã ficou uma semana leprosa, fora do acampamento.

Salmos 129
Cântico de Peregrinação. Não consigo entender como este pode estar um degrau acima do salmo anterior; e contudo é claramente o cântico de um indivíduo mais velho e experimentado, que volta os olhos para uma vida de aflições, em que sofreu durante todo o percurso, mesmo na mocidade. Até onde a paciência é uma graça mais alta, ou pelo menos mais difícil, do que o amor doméstico, a subida ou o progresso talvez possam ser assim considerados. Provavelmente, se conhecêssemos mais detalhes sobre as estações da estrada para o Templo, veríamos alguma razão para a ordem desses salmos; mas como não se pode obter estas informações, devemos aceitar os cânticos como os encontramos, e lembrar que, como agora não vamos fazer peregrinações a Sião, é nossa curiosidade, e não nossa necessidade, que perde por não conhecermos a causa da ordenação dos cânticos nesse Saltério do Senhor, Sl 129.4; e a condição não abençoada em que estão os inimigos de Peregrino.

AUTOR
Não nos parece necessário atribuir este salmo a um período pós-exílio, pois na verdade ele se adequa mais a um tempo em que o inimigo ainda não prevalecera ao ponto de levar o povo a uma terra distante. É um hino com um misto de tristeza e de forte determinação. Embora dolorosamente abatido, o afligido tem o coração intato, e desdenha ceder por pouco que seja ao inimigo. O poeta canta as aflições de Israel, Sl 129.1-3; a interposição do Senhor, Sl 129.4; e a condição não abençoada dos inimigos de Israel, Sl 129.5-8. É uma canção rústica, cheia de alusões à criação de animais. Lembra-nos os livros de Rute e Amós.

Romanos 16
Chegamos ao final da Carta Aos Romanos. Um dos principais documentos cristãos. Deveríamos cultivar o hábito de ler periodicamente esta carta.
Neste último capítulo, Paulo deixa suas considerações finais,  saúda a vários irmãos e deixa um alerta contra os falsos cristãos.

Leitura bíblica - dia 132

Números 11

O povo se queixa e murmura. Isso acende a ira de Deus e Ele incendeia parte do acampamento. O fogo se extingue depois do clamor de Moisés. Mesmo assim o povo continua a se queixar. O maná era um alimento que o próprio Deus fazia cair sobre o povo juntamente com o orvalho da manhã. Mas a essa altura o povo parece estar enjoado daquilo,  relembrando com saudades da carne que comiam quando eram escravos no Egito. Claro que Deus fica furioso com isso e ao perceber isso, Moisés desabafa:

Números 11:14 - Não posso levar todo esse povo sozinho; essa responsabilidade é grande demais para mim.

Então Deus determinou que outros setenta homens iriam ajudar a Moisés na liderança do povo.  Disse ainda que iria providenciar muita carne para que os israelitas matassem a saudade!

Numeros 11:19-20 - Vocês não comerão carne apenas um dia, ou dois, ou cinco, ou dez ou vinte, mas um mês inteiro, até que lhes saia carne pelo nariz e vocês tenham nojo dela, porque rejeitaram o Senhor, que está no meio de vocês, e se queixaram a ele, dizendo: ‘Por que saímos do Egito?’ "

Então Deus enviou milhares de codornizes ao acampamento.  Muitos se fartaram com elas e os que caíram no pecado da gula, alí mesmo morreram.

Salmos 128
Um Cântico dos Degraus. Há um avanço evidente em relação ao último salmo discutido: aquele só se referiu à maneira como uma casa pode ser construída, mas este retrata a casa construída e decorada com felicidade doméstica pela bênção do próprio Deus. Há também um avanço claro no tempo, porque aqui ultrapassamos os filhos e chegamos aos filhos dos filhos; há ainda uma progressão em felicidade, pois as crianças que no salmo anterior eram flechas são aqui brotos de oliveira, e em vez de falar "com os inimigos à porta" nós o fazemos com "paz em Israel". Assim subimos de degrau em degrau, e cantamos na subida.

ASSUNTO
É um hino de família, um canto para o casamento, ou um nascimento, ou para qualquer dia no qual uma casa feliz se reuniu para louvar o Senhor. Como todos os cânticos de subida, tem um olho voltado para Sião e Jerusalém, ambos mencionados especificamente, e se completa como os salmos 125, 130 e 131, com uma referência a Israel. É um salmo curto, mas rico e sugestivo. Sua poesia é da mais fina estirpe. Talvez não possa ser entendido em nenhum outro país melhor do que naquele onde se canta com prazer: "Ó Lar, meu doce lar; não há no mundo nada igual ao doce lar".
(Charles Spurgeon)

Romanos 15
Um capítulo que fala do amor e entrega ao próximo.

Romanos 15:2 - Cada um de nós deve agradar ao seu próximo para o bem dele, a fim de edificá-lo.

Romanos 15:7 - Portanto, aceitem-se uns aos outros, da mesma forma como Cristo os aceitou, a fim de que vocês glorifiquem a Deus.

Leitura bíblica - dia 131

Números 10
Deus ordena a Moisés que faça duas cornetas de prata a fim de usá-las para reunir a comunidade e para dar aos acampamentos o sinal para partirem. O capítulo segue com instruções de como seria a comunicação através dessas cornetas. Elas seriam tocadas pelos sacerdotes em variadas situações.

A Nuvem se levanta.  Sinal de que é hora de partir. Foram do deserto do Sinai até Parã, de forma extremamente ordenada, de acordo com cada tribo. A viagem durou três dias.

Sempre que a arca partia, Moisés dizia: "Levanta-te, ó Senhor! Sejam espalhados os teus inimigos e fujam de diante de ti os teus adversários".
Sempre que a arca parava, ele dizia: "Volta, ó Senhor, para os incontáveis milhares de Israel".
(Números 10:35-36)

Salmos 127

Reflexão

Um cântico de degraus para Salomão. Convinha que o construtor da casa santa fosse lembrado pelos peregrinos que vinham a seu santuário sagrado. O título provavelmente indica que Davi o escreveu para seu filho sábio, em quem tanto se alegrou, e cujo nome, Jedidias, ou "amado do Senhor", é introduzido no segundo versículo. O espírito do nome dele, "Salomão, ou pacífico", exala em todo este cântico charmoso. Se o próprio Salomão foi o autor, vem apropriadamente dele, a pessoa que ergueu a casa do Senhor. Observe como em cada um desses cantos o coração se fixa apenas em Jeová. Leia como os primeiros versículos desses salmos, do Salmo 120 até este aqui, assim se exprimem: "Eu clamo pelo Senhor", "Levanto os meus olhos para os montes", "Vamos à casa do Senhor", "A ti levanto os meus olhos", "Se o Senhor não estivesse do nosso lado", "Os que confiam no Senhor", "Quando o Senhor trouxe os cativos". O Senhor e somente o Senhor é assim exaltado, a cada passo desses cânticos das subidas. Ai, como se suspira por uma vida que em cada ponto de parada sugerirá um novo cântico ao Senhor!
(Charles Spurgeon)

Romanos 14

Pregação

Muitos se abstém de certas coisas em nome de Deus. Outros têm um entendimento diferente. O importante é não julgarmos uns aos outros. Isso não tem nada a ver com julgar uma doutrina ou constatar algum tipo de erro.  Oremos por discernimento.

Leitura bíblica - dia 130

Números 9
Deus define o dia para a celebração da Páscoa, que deveria ser comemorada da maneira já antes determinada, com suas normas e estatutos.

Novamente é citada a Nuvem (que já havia aparecido em Êxodo). Durante o dia, trazia sombra e durante a noite, luz. Quando era a época do acampamento seguir viagem, a Nuvem se erguia.

Salmos 126
Um cântico de peregrinação. Este é o sétimo degrau, e podemos esperar, portanto, encontrar nele alguma perfeição de alegria especial; não o procuraremos em vão. Vemos aqui não só que Sião permanece, mas que sua alegria retorna após a tristeza. Permanecer não é o suficiente; a fecundidade é acrescentada. Os peregrinos foram de bênção em bênção em sua salmodia ao prosseguirem em seu caminho santo. Pessoas felizes para quem cada subida era um canto, cada parada um hino. Aqui o fiador torna-se um semeador: a fé opera por amor, obtém um enlevo no presente, e assegura uma colheita de deleite.

Não há nada neste salmo que dê alguma indicação de sua data, além de ser um cântico depois de um grande livramento de opressão. "Restaurar a sorte" de modo algum requer de fato uma retirada para o exílio a fim de completar a idéia; o salvamento de qualquer aflição séria ou tirania esmagadora seria muito bem descrito como uma "volta do cativeiro". De fato, a passagem não é aplicável aos cativos na Babilônia, porque é o próprio Sião que está no cativeiro e não uma parte de seus cidadãos: a cidade santa estava em tristeza e desespero; embora não pudesse ser eliminada, a prosperidade pôde ser diminuída. Alguma nuvem escura baixava sobre a amada capital, e seus cidadãos oravam: "Restaura-nos, ó Senhor".

Este salmo está em sua posição certa e dá boa seqüência ao anterior, porque assim como no Sl 125.1-5, nós lemos que o cetro ou a vara dos maus não pousará sobre a sorte dos justos, aqui vemos que é removido deles para sua grande alegria. A palavra "restaura" parece ser a nota dominante do canto: é um salmo de conversão - conversão de cativeiro; e pode bem ser usado para enlevar uma alma perdoada quando a ira do Senhor é desviada dela. Nós o chamaremos: "Levando cativo o cativeiro".
(Charles Spurgeon)

Romanos 13
O capítulo inicia falando que o cristão deve ser submisso às autoridades governamentais, pois é Deus quem as estabelece.  Fala também sobre amor ao próximo e Santidade.

Leitura bíblica - dia 129

Números 8
Instruções de Deus sobre as sete lâmpadas do santuário e também sobre a consagração e purificação dos levitas.

Salmos 125
Um cântico de degraus. Mais um passo é dado na subida, outra estação é alcançada na peregrinação: certamente uma elevação no sentido é perceptível, visto que a plena segurança em relação aos anos que virão é uma forma mais elevada de fé do que as atribuições que ventilamos como sendo chegadas ao Senhor. A fé louvou a Jeová por livramentos passados, e ali ela se levantou perante um júri que confiou na segurança presente e futura de crentes. Ela afirma que para sempre estarão protegidos aqueles que se confiam ao Senhor. Podemos imaginar os peregrinos cantarolando este cântico quando caminhavam pelos muros da cidade.
Não afirmamos que Davi escreveu este salmo, mas temos tanta base para fazer isso como outros têm para declarar que foi escrito depois do cativeiro. Parece provável que todos os Salmos de Peregrinação foram compostos, ou pelo menos compilados, pelo mesmo escritor, e como alguns deles são certamente da autoria de Davi, então não há razão para negar-lhe os outros.
(Charles Spurgeon)

Romanos 12
Paulo exorta para o uso devido dos dons espirituais e destaca as virtudes cristãs. O capítulo, em alguns momentos, lembra o Sermão do Monte em passagens como esta:

"Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus a ira, pois está escrito: “Minha é a vingança; eu retribuirei” , diz o Senhor. Ao contrário: “Se o seu inimigo tiver fome, dê-lhe de comer; se tiver sede, dê-lhe de beber."
(Romanos 12:19-20)

Leitura bíblica - dia 128

Números 7
Ofertas são trazidas ao Tabernáculo: ouro, prata, incenso e animais, por determinação de Deus.

Salmos 124
Um cântico dos degraus de Davi. Naturalmente, alguns críticos atacam o título como sendo incorreto, mas nós podemos ficar à vontade para aceitar ou não suas afirmações. Declaram que há certos ornamentos de linguagem nesse pequeno poema que seriam estranhos ao período davídico. Pode ser verdade; mas em sua sabedoria superlativa aventuraram-se em tantas outras declarações questionáveis, que não queremos aceitar esse dictum. Esse cântico de fato se parece muito com os de Davi, e não conseguimos entender por que lhe seria tirada a autoria. Quer seja ou não uma composição sua, exala o mesmo espírito daquele que anima os cânticos incontestados do rei compositor.
(Charles Spurgeon)

Romanos 11
Quando a pessoa percebeu sua impotência por meio dos preceitos e já ficou ansiosa quanto a como satisfazer a lei, visto que é necessário satisfazê-la completamente (caso contrário a pessoa será condenada sem qualquer esperança), então, realmente humilhada, não encontra em si mesma aquilo pelo qual possa ser justificada e salva. Neste ponto se faz presente a outra parte da Escritura - as promissões de Deus que anunciam Sua glória e dizem:

"Se queres cumprir a lei, creia em Cristo, no qual te são prometidas graça, justiça, paz, liberdade e tudo. Se creres terás. Se não creres ficarás sem."

Pois o que te é impossível em todas as obras da lei, que são muitas e assim mesmo inúteis, isso cumprirás de modo fácil e resumido pela fé. Porque Deus Pai depositou tudo na fé para que quem tem a esta tenha tudo. Quem não a tem, não tenha nada.

"...pois encerrou todas as coisas sob a incredulidade para compadecer-se de todos"
(Romanos:11:32)

(Martinho Lutero)

Leitura bíblica - dia 127

Números 6
Instruções sobre votos de nazireu.

No final do capítulo, Deus instrui:

"Diga a Arão e aos seus filhos: Assim vocês abençoarão os israelitas:
O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre tie te conceda graça; o Senhor volte para ti o seu rosto e te dê paz.
“Assim eles invocarão o meu nome sobre os israelitas, e eu os abençoarei”. 
(Números 6:23/27)

Salmos 123
Cântico dos Degraus (ou de Peregrinação). Estamos subindo. O primeiro degrau (Sl 120) viu-nos lamentando nosso meio ambiente, e o seguinte nos viu levantando os olhos para os montes e descansando em segurança garantida; disso nós subimos para nos deleitar na casa do Senhor; mas aqui olhamos para o próprio Senhor, e esse é o ponto mais alto de todos com diferença de muitos graus. Nossos olhos estão agora acima dos montes, e acima do estrado de seus pés sobre a terra, para o seu trono nos céus. Conheçamos esse salmo como "o Salmo dos olhos". Os autores antigos chamaram-no o "Oculus Sperans", ou o olho da esperança. É um salmo curto, escrito com arte ímpar, contendo um só pensamento, e expressando-o de uma forma cativante. Sem dúvida teria sido um cântico predileto entre o povo de Deus. Tem-se imaginado que esta breve canção, ou melhor, este suspiro, foi ouvido, talvez, nos dias de Neemias, ou sob as perseguições de Antíoco. Pode ter sido assim, mas não há evidência disso; para nós parece provável que os afligidos em todos os períodos após o tempo de Davi tenham encontrado esse salmo pronto à mão. Se parece descrever dias longe de Davi, é tanto mais evidente que o salmista era também profeta, e cantou o que via em visão.
(Charles Spurgeon)

Romanos 10
Muitos assuntos neste décimo capítulo da Carta Aos Romanos.
Podemos facilmente comparar os judeus citados por Paulo, que tinham zelo sem entendimento e procuravam estabelecer sua própria justiça, com muitos e muitos cristãos atuais. Quando você vir coisas absurdas sendo feitas em nome de Jesus, ou quando observar cristãos se vangloriando por serem melhores ou mais santos do que determinado grupo, não duvide do seu zelo por Deus. Mas saiba que lhes falta entendimento para responder a três questões fundamentais:
-Quem sou eu?
-Quem é Deus?
-Quem é Cristo?

Que o Espírito Santo nos dê condições de responder a cada uma.

Outro ponto:
Existe uma confusão, às vezes nem tanto teológica, mas simplesmente de interpretação da língua portuguesa, no seguinte versículo:

"Porque o fim da lei é Cristo, para a justificação de todo o que crê."
(Romanos 10:4)

Tem muito cristão que afirma que Cristo acabou com a Lei. Depois quando lêem Mateus 5:17, onde o próprio Jesus diz não ter vindo para anular a Lei, saem dizendo que há contradições na Bíblia. Pára tudo!!

"O fim da Lei é Cristo" significa que o motivo da Lei é Cristo.  A Lei apontava para ele e foi cumprida por ele. Por isso, tendo Cristo cumprido a Lei, Ele é o fiador da nossa dívida,  e por Ele ter pago o preço, quem está nele nada deve.
Mas não se engane! Jesus diz:

"Digo-lhes a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra."
(Mateus 5:18)

Leitura bíblica - dia 126

Números 5

Deus ordena aos israelitas que coloquem para fora do acampamento todos os impuros e determina o que é ser ou não puro. Há ainda no capítulo, diversos tipos de oferta para variados pecados.

Gostaríamos de destacar um versículo que nos chamou a atenção, afinal, muitos cristãos piedosos querem saber o que agrada ou não a Deus. Medite:

"Diga aos israelitas: Quando um homem ou uma mulher prejudicar outra pessoa e, portanto, ofender ao Senhor, será culpado."
(Números 5:6)

Salmos 122

Este salmo, breve mas vivo, é intitulado "Cântico de peregrinação davídico", e assim somos informados de seu autor e da ocasião para a qual foi planejado: Davi o escreveu para as pessoas cantarem a caminho das festas santas em Jerusalém. É o terceiro da série, e parece apropriado para se cantar quando as pessoas já estiverem adentrado as portas, e seus pés estiverem dentro da cidade. Era muito natural que cantassem sobre a própria Jerusalém, e invocassem paz e prosperidade para a Cidade Santa, pois ela era o centro de seu culto, e o lugar onde o Senhor se revelava acima do propiciatório. É possível que a cidade não estivesse toda construída no tempo de Davi, mas ele escreveu sob o espírito de profecia, e falou dela como ficaria na época de Salomão. Um poeta tem licença de falar das coisas, não só como são, mas como serão quando chegarem à sua perfeição. Jerusalém, ou a Habitação da Paz, é empregada como a palavra-chave deste salmo, cujo original faz muitas alusões felizes ao salem, ou paz, que imploravam para Jerusalém. Dentro dos muros tríplices, todas as coisas ao redor dos peregrinos ajudavam a explicar as palavras que eles cantavam dentro de seus fortes baluartes. Uma voz dirigia o salmo na primeira pessoa do singular, mas dez mil irmãos e companheiros se uniam ao primeiro músico e expandiam o coro da melodia.
(Charles Spurgeon)

Romanos 9

O segundo ponto das Doutrinas da Graça trata da Eleição Incondicional. Romanos 9 é um dos mais emblemáticos textos sobre este polêmico tema. É a verdade bíblica de que Deus tem os seus escolhidos desde antes da fundação do mundo e, em contrapartida, tem seus rejeitados também.

Como está escrito: “Amei Jacó, mas rejeitei Esaú” .
E então, que diremos? Acaso Deus é injusto? De maneira nenhuma!
Pois ele diz a Moisés: “Terei misericórdia de quem eu quiser ter misericórdia e terei compaixão de quem eu quiser ter compaixão.
(Romanos 9:13/15)

Muitos ficam indignados com isso.  Eu já ouvi coisas do tipo  "um deus assim eu não quero!" A cristandade atual prefere crer que o homem escolhe ou "aceita" a Deus, enquanto a Bíblia nos informa exatamente o contrário.

"Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus que usa de misericórdia.
Portanto, tem misericórdia de quem quer, e a quem quer endurece."
(Romanos 9:16 e 18)

Um bom entendimento desta doutrina,  influência toda a vida, relacionamentos e ministério do cristão.

Leitura bíblica - dia 125

Números 4
Recenseamento dos coatitas, gersonitas, meraritas pelos seus clãs e famílias. Foram contados todos os homens entre trinta e cinqüenta anos, aptos para servir na Tenda do Encontro, cada clã com suas respectivas funções.
O capítulo cita ainda as obrigações de Arão e seus filhos nos momentos de transporte da tenda.

Salmos 121
Este salmo não tem outro título senão "Cântico de Peregrinação". Está vários passos adiante do último que vimos, pois conta da paz da casa de Deus, e o cuidado guardião do Senhor, enquanto que o Salmo 120 lamenta a fuga da paz da casa do homem bom, e trata de sua exposição aos assaltos venenosos de línguas caluniadoras. Nesta última situação seus olhos olharam em volta com angústia, mas aqui olham para cima com esperança. Pelo constante reaparecimento da palavra "guardar", somos levados a chamar este cântico de "um Salmo ao guarda de Israel". Não estivesse entre os Salmos Peregrinos nós o veríamos como um hino marcial, adequado para a canção do entardecer de uma pessoa que dormisse em tendas. É um canto de soldado bem como um hino de viajante. Há uma ascensão no próprio salmo, que chega à mais tranqüila confiança.
(Charles Spurgeon)

Romanos 8
Temos que ter em mente que os autores bíblicos não separaram os livros e cartas em capítulos e versículos. Tudo é uma sequência só.  Perceba a palavra "portanto" logo no início do capítulo:

"Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus."
(Romanos 8:1)

Ou seja, isso é a conclusão daquilo que foi tratado no capítulo anterior. Então, não se prenda à essas divisões. A pessoa que lê um capítulo por dia, corre o risco de ir dormir sem ter o entendimento completo daquilo que acabou de ler.

O capítulo 7 nos fala sobre a Lei de Deus. Ela é absolutamente perfeita e por isso nos traz condenação, já que, mesmo aqueles que a amam, não têm capacidade de cumpri-la integralmente, por terem sua natureza corrompida pelo pecado.

Agora no capítulo 8, a Palavra nos diz que para aqueles que estão em Cristo, não há condenação. Nós estávamos escravizados pelo pecado, porque por causa dele não conseguíamos cumprir a Lei de Deus. Então vem Jesus Cristo e nos tira esse fardo. Agora somos salvos

Leitura bíblica - dia 124

Números 3
Agora os levitas (descendentes sanguíneos da tribo de Levi) são contados. Antes disso, o capítulo recorda o ocorrido com dois filhos de Arão, que foram mortos ao trazer fogo profano perante o Senhor.

Salmos 120
De repente deixamos o continente do vasto Salmo 119 pelas ilhas e ilhotas das "canções dos degraus". É louvável empenhar-se em devoção longa em uma ocasião especial, mas não se deve dar menos atenção aos sagrados atos breves que santificam a vida piedosa no dia-a-dia. Aquele que inspirou o salmo mais longo foi também o autor das composições curtas que o seguem.

TÍTULO
UM CÂNTICO DE PEREGRINAÇÃO dos degraus. Já dedicamos bastante espaço à consideração deste título em sua aplicação a este salmo e às quatorze composições que o seguem. Estes nos parecem ser Salmos de Peregrinos, mas não temos certeza de que foram sempre cantados em grupo, pois muitos deles estão na primeira pessoa do singular. Sem dúvida havia peregrinos solitários bem como tropas que iam à casa de Deus em grupo, e existiam hinos parar esses solitários.

ASSUNTO
Certo autor supõe que este hino foi cantado por um israelita ao deixar sua casa para ir a Jerusalém. Ele imagina que o bom homem tenha sofrido de calúnia de seus vizinhos, e estivesse contente de se distanciar de seus fuxicos, e passar seu tempo nos compromissos mais felizes das festas sagradas. Pode ser, mas esperamos que pessoas piedosas não tenham sido tão tolas a ponto de cantar sobre seus vizinhos maus ao se distanciar delas por uns poucos dias. Se desejavam deixar suas casas em segurança e voltar ao lar para um ambiente simpático, teria sido o cúmulo da tolice provocar aqueles que deixavam ali, cantando em voz alta um salmo de queixa contra eles. Não sabemos porque esta ode ocupa o primeiro lugar entre os Salmos dos Degraus, ou Cânticos de Peregrinação, e preferimos não arriscar uma conjectura nossa. Preferimos o velho sumário dos tradutores - "Davi ora contra Doegue" - a qualquer suposição artificial: e se foi este o cenário do salmo, vemos de imediato porque ele ocorreu a Davi no local da arca, onde chegou para levá-la embora. Ele vinha para conduzir a arca, e ao encontrá-la pensou em Doegue, e derramou sua queixa a respeito dele. O autor tinha sido caluniado terrivelmente, e se torturava de amargura pelas acusações falsas de seus perseguidores, e aqui está seu apelo ao grande Árbitro do certo e errado diante de cujo selo da justiça nenhum homem sofrerá de línguas caluniadoras.
(Charles Spurgeon)

Romanos 7
Ao falar de si mesmo, Paulo fala de todos nós,  segundo a nossa natureza:

"Pois o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer, esse eu continuo fazendo."
(Romanos 7:19)

O ser humano é sempre propenso ao pecado.  No caminho inverso, a Lei de Deus é perfeita. Por isso, essa Lei nos traz condenação. É ela, inclusive, que nos mostra o que é o pecado:

"De fato, eu não saberia o que é pecado, a não ser por meio da Lei. Pois, na realidade, eu não saberia o que é cobiça, se a Lei não dissesse: 'Não cobiçarás' ."
(Romanos 7:7)

Quanto mais nos aproximarmos de Deus e de Sua Lei, mas contemplaremos Sua Perfeição e Santidade. Ao mesmo tempo, menos dignos nos enxergaremos e ,portanto, mais dependentes de Cristo.

Leitura bíblica - dia 123

Números 2
Disse Deus a Moisés e Arão:

"Os israelitas acamparão ao redor da Tenda do Encontro, a certa distância, cada homem junto à sua bandeira com os emblemas da sua família".
(Números 2:2)

E então designou líderes para cada uma das tribos e em qual posição cada uma deveria acampar em relação à Tenda do Encontro.

Salmos 119

Pregação

Este salmo não tem título nem é mencionado o nome de nenhum autor. É O SALMO MAIS LONGO e este já é um nome suficientemente distintivo para ele. No tamanho é igual a vinte e dois salmos que tenham a média do comprimento dos Salmos dos Degraus. E não é só o comprimento; porque supera também na amplitude de pensamento, profundidade de sentido e intensidade de fervor. É como a cidade santa que é quadrangular, com altura e largura iguais. Muitos leitores superficiais têm imaginado que ele toca numa corda só, e tem abundantes repetições e redundâncias piedosas, mas isto surge da pouca profundidade da mente do próprio leitor; os que estudaram este hino divino, e notaram cuidadosamente cada linha, ficam pasmos diante da variedade e profundidade do pensamento. Usando apenas poucas palavras, o escritor produziu alterações e combinações de sentido que demonstram sua familiaridade santa com o tema, e a engenhosidade santificada de sua mente. Ele nunca se repete, porque se o mesmo sentimento reaparece, está em um novo contexto, e assim exibe outra variação de sentido. Quanto mais se estuda, mais revigorante ele se torna. Como aqueles que bebem a água do Rio Nilo gostam mais dela cada vez que a tomam, assim este salmo se torna mais completo e fascinante quanto mais freqüentemente se volta a ele. Não contém uma só palavra inútil; as uvas deste cacho estão quase a explodir com o vinho novo do reino. Quanto mais se olha neste espelho de um coração gracioso tanto mais se enxerga. Plácido sobre a superfície como o mar de vidro diante do trono eterno, em suas profundezas há um oceano de fogo, e aqueles que o miram com devoção não só verão o brilho, como sentirão o calor da chama sagrada. Está carregado de sentido sagrado, e tem tanto peso como massa. Muitas vezes temos clamado durante o estudo: "Ai, que profundidade!". Mas essa profundidade se esconde sob uma simplicidade aparente, como bem afirmou sabiamente Agostinho; e isso torna a exposição mais difícil. Sua obscuridade está escondida atrás de um véu de luz, e por isso só a descobrem aqueles que estão intensamente determinados, não só a ver a palavra, mas, como os anjos, a observá-la por dentro.

Este salmo é alfabético. Oito versículos começam com uma letra, e depois outros oito com a letra seguinte, e assim o salmo todo procede com grupos de oito através das vinte e duas letras do alfabeto hebraico. Além disso, há múltiplas aposições de sentido, e outros pontos com aquelas formalidades estruturais que agradam a mente oriental - formalidades muito semelhantes àquelas com as quais nossos poetas mais antigos se deleitavam. Assim o Espírito Santo condescendeu falar com homens em formas que atraíam a atenção e ajudavam a memória. Ele é muitas vezes claro ou elegante em sua maneira, mas não deixa de ser exótico ou formal se com isso seu plano de instrução pode ser alcançado com mais segurança. Também não despreza contrações ou formas artificiais, e assim pode fixar seu ensino na mente. Isaac Taylor explanou muito bem esse fato: "No sentido mais estrito, esta composição é condicionada; apesar de ser, no sentido mais elevado, uma expressão de vida espiritual; e assim, ao encontrar estes elementos aparentemente opostos, intimamente mesclados neste salmo, uma lição plena de sentido é silenciosamente transmitida àqueles que querem recebê-la - e a transmissão das coisas de Deus ao espírito humano não é de modo algum prejudicada ou impedida, e muito menos desviada por modos soltos de comunicação que indicam ser mais adaptados à infância e à capacidade juvenil do interlocutor".
(Charles Spurgeon)

Romanos 6
Um dos pilares da Reforma Protestante diz que os crentes em Cristo são salvos apenas pela Graça e não pelas obras (Sola Gratia).

"Que diremos então? Continuaremos pecando para que a graça aumente?
De maneira nenhuma! Nós, os que morremos para o pecado, como podemos continuar vivendo nele?
E então? Vamos pecar porque não estamos debaixo da Lei, mas debaixo da graça? De maneira nenhuma!"
(Romanos 6:1-2 e 15)

Leitura bíblica - dia 122

Números 1
Deus ordena a Moisés e Arão que façam um recenseamento de todo o povo, de acordo com cada tribo, separando os jovens acima de vinte anos que poderiam servir no exército. Representantes de cada tribo, ajudaram nessa tarefa. A tribo de Levi, no entanto, não teve homens selecionados para o exército, pois essa tribo foi separada para cuidar do serviço sagrado no Tabernáculo, o cuidado e o transporte de cada utensílio e estrutura.

Salmos 118
Propomos dividir este salmo assim: em Sl 118.1-4, os fiéis são chamados para magnificar o amor eterno do Senhor; em Sl 118.5-18, o salmista expõe a narrativa de sua experiência, e uma expressão de sua fé; em Sl 118.19-21, ele pede entrada na casa do Senhor, e começa o reconhecimento da salvação divina. Em Sl. 118.22-27, os sacerdotes e povo reconhecem quem os governa, engrandecem o Senhor por ele, declaram-no abençoado, e mandam que ele se aproxime do altar com seu sacrifício. Em Sl 118.28-29, o próprio herói agradecido exalta Deus, o eternamente misericordioso.
(Charles Spurgeon)

Romanos 5
Por termos sido justificados pela fé,  temos paz com Deus por Jesus Cristo. Temos paz inclusive nas dificuldades, porque através delas somos moldados.
Perceba que dificilmente alguém daria a própria vida em favor de uma pessoa justa. Jesus foi além disso! Deu sua vida por injustos e pecadores.

Se quando éramos inimigos de Deus fomos reconciliados com ele mediante a morte de seu Filho, quanto mais agora, tendo sido reconciliados, seremos salvos por sua vida!
(Romanos 5:10)

Assim, como por um só homem (Adão) o pecado e a morte entraram no mundo,  por um só homem (Jesus) temos a vida.

Conseqüentemente, assim como uma só transgressão resultou na condenação de todos os homens, assim também um só ato de justiça resultou na justificação que traz vida a todos os homens.
(Romanos 5:18)