Leitura bíblica - dia 127

Números 6
Instruções sobre votos de nazireu.

No final do capítulo, Deus instrui:

"Diga a Arão e aos seus filhos: Assim vocês abençoarão os israelitas:
O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre tie te conceda graça; o Senhor volte para ti o seu rosto e te dê paz.
“Assim eles invocarão o meu nome sobre os israelitas, e eu os abençoarei”. 
(Números 6:23/27)

Salmos 123
Cântico dos Degraus (ou de Peregrinação). Estamos subindo. O primeiro degrau (Sl 120) viu-nos lamentando nosso meio ambiente, e o seguinte nos viu levantando os olhos para os montes e descansando em segurança garantida; disso nós subimos para nos deleitar na casa do Senhor; mas aqui olhamos para o próprio Senhor, e esse é o ponto mais alto de todos com diferença de muitos graus. Nossos olhos estão agora acima dos montes, e acima do estrado de seus pés sobre a terra, para o seu trono nos céus. Conheçamos esse salmo como "o Salmo dos olhos". Os autores antigos chamaram-no o "Oculus Sperans", ou o olho da esperança. É um salmo curto, escrito com arte ímpar, contendo um só pensamento, e expressando-o de uma forma cativante. Sem dúvida teria sido um cântico predileto entre o povo de Deus. Tem-se imaginado que esta breve canção, ou melhor, este suspiro, foi ouvido, talvez, nos dias de Neemias, ou sob as perseguições de Antíoco. Pode ter sido assim, mas não há evidência disso; para nós parece provável que os afligidos em todos os períodos após o tempo de Davi tenham encontrado esse salmo pronto à mão. Se parece descrever dias longe de Davi, é tanto mais evidente que o salmista era também profeta, e cantou o que via em visão.
(Charles Spurgeon)

Romanos 10
Muitos assuntos neste décimo capítulo da Carta Aos Romanos.
Podemos facilmente comparar os judeus citados por Paulo, que tinham zelo sem entendimento e procuravam estabelecer sua própria justiça, com muitos e muitos cristãos atuais. Quando você vir coisas absurdas sendo feitas em nome de Jesus, ou quando observar cristãos se vangloriando por serem melhores ou mais santos do que determinado grupo, não duvide do seu zelo por Deus. Mas saiba que lhes falta entendimento para responder a três questões fundamentais:
-Quem sou eu?
-Quem é Deus?
-Quem é Cristo?

Que o Espírito Santo nos dê condições de responder a cada uma.

Outro ponto:
Existe uma confusão, às vezes nem tanto teológica, mas simplesmente de interpretação da língua portuguesa, no seguinte versículo:

"Porque o fim da lei é Cristo, para a justificação de todo o que crê."
(Romanos 10:4)

Tem muito cristão que afirma que Cristo acabou com a Lei. Depois quando lêem Mateus 5:17, onde o próprio Jesus diz não ter vindo para anular a Lei, saem dizendo que há contradições na Bíblia. Pára tudo!!

"O fim da Lei é Cristo" significa que o motivo da Lei é Cristo.  A Lei apontava para ele e foi cumprida por ele. Por isso, tendo Cristo cumprido a Lei, Ele é o fiador da nossa dívida,  e por Ele ter pago o preço, quem está nele nada deve.
Mas não se engane! Jesus diz:

"Digo-lhes a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra."
(Mateus 5:18)