Leitura bíblica - dia 131

Números 10
Deus ordena a Moisés que faça duas cornetas de prata a fim de usá-las para reunir a comunidade e para dar aos acampamentos o sinal para partirem. O capítulo segue com instruções de como seria a comunicação através dessas cornetas. Elas seriam tocadas pelos sacerdotes em variadas situações.

A Nuvem se levanta.  Sinal de que é hora de partir. Foram do deserto do Sinai até Parã, de forma extremamente ordenada, de acordo com cada tribo. A viagem durou três dias.

Sempre que a arca partia, Moisés dizia: "Levanta-te, ó Senhor! Sejam espalhados os teus inimigos e fujam de diante de ti os teus adversários".
Sempre que a arca parava, ele dizia: "Volta, ó Senhor, para os incontáveis milhares de Israel".
(Números 10:35-36)

Salmos 127

Reflexão

Um cântico de degraus para Salomão. Convinha que o construtor da casa santa fosse lembrado pelos peregrinos que vinham a seu santuário sagrado. O título provavelmente indica que Davi o escreveu para seu filho sábio, em quem tanto se alegrou, e cujo nome, Jedidias, ou "amado do Senhor", é introduzido no segundo versículo. O espírito do nome dele, "Salomão, ou pacífico", exala em todo este cântico charmoso. Se o próprio Salomão foi o autor, vem apropriadamente dele, a pessoa que ergueu a casa do Senhor. Observe como em cada um desses cantos o coração se fixa apenas em Jeová. Leia como os primeiros versículos desses salmos, do Salmo 120 até este aqui, assim se exprimem: "Eu clamo pelo Senhor", "Levanto os meus olhos para os montes", "Vamos à casa do Senhor", "A ti levanto os meus olhos", "Se o Senhor não estivesse do nosso lado", "Os que confiam no Senhor", "Quando o Senhor trouxe os cativos". O Senhor e somente o Senhor é assim exaltado, a cada passo desses cânticos das subidas. Ai, como se suspira por uma vida que em cada ponto de parada sugerirá um novo cântico ao Senhor!
(Charles Spurgeon)

Romanos 14

Pregação

Muitos se abstém de certas coisas em nome de Deus. Outros têm um entendimento diferente. O importante é não julgarmos uns aos outros. Isso não tem nada a ver com julgar uma doutrina ou constatar algum tipo de erro.  Oremos por discernimento.