Leitura bíblica - dia 171

Deuteronômio 14

Certamente você, assim como eu, já ouviu longas pregações sobre dízimos.  Mas sinceramente eu duvido que alguém tenha te ensinado ou incentivado a proceder da maneira como este capítulo instrui:

E, perante o Senhor teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comerás os dízimos do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao Senhor teu Deus por todos os dias.

Mas se o caminho te for tão comprido que não possas levar os dízimos, por estar longe de ti o lugar que Senhor teu Deus escolher para ali por o seu nome, quando o Senhor teu Deus te tiver abençoado; então vende-os, ata o dinheiro na tua mão e vai ao lugar que o Senhor teu Deus escolher.

E aquele dinheiro darás por tudo o que desejares, por bois, por ovelhas, por vinho, por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; comerás ali perante o Senhor teu Deus, e te regozijarás, tu e a tua casa.
(Deuteronômio 14:23-26)

Provérbios 16

33 provérbios variados

Efésios 4

Não pode acontecer que a vida do Cristão seja ociosa e sem obra a favor de seus próximos. Nada disso porém, lhe é necessário para a justiça e a salvação. Por isso a pessoa deve em todas as suas obras, estar orientada por esta ideia e visar somente isto: servir a outros e ser-lhes útil em tudo que faz, nada tendo em vista senão a necessidade e a vantagem do próximo. Pois assim nos ordena o apóstolo em Efésios 4:28 que trabalhamos com as mãos para disso dar ao que tem necessidade. Ele não diz "para com isso nos alimentarmos a nós mesmos" e sim, para dar ao que tem necessidade. Nesse mesmo sentido, também é preciso cuidar do corpo, para que por meio de seu vigor e bem-estar, possamos trabalhar, adquirir bens e preservá-los para subsídio daqueles que têm carência, para que assim o membro robusto sirva ao membro fraco, e sejamos filhos de Deus, um preocupado e trabalhando pelo outro, carregando os fardos uns dos outros e assim cumprindo a lei de Cristo.
(Martinho Lutero)