Leitura bíblica - dia 186

Deuteronômio 29

Neste capítulo temos o quarto discurso de Moisés. Deus faz uma nova aliança com o povo. Destaque para o último, que se aplica à Escritura:

As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, mas as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que observemos todas as palavras desta lei.
(Deuteronômio 29:29)

Provérbios 31

Palavras que o rei Lamuel, de Massá, aprendeu com sua mãe.

São preciosos conselhos contra o consumo de álcool e sobre as características de uma esposa ideal.

Enganosa é a graça, e vã é a formosura; mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.
Dai-lhe do fruto das suas mãos, e louvem-na nas portas as suas obras.
(Provérbios 31:30-31)

1 Tessalonicenses 5

Ponde tudo à prova. Retende o que é bom;
(1 Tessalonicenses, 5:21)

Aqui o apóstolo não quer que seja mantida nem doutrina nem sentença que não seja examinada e reconhecida como boa pela comunidade que a ouve.

No mundo os senhores mandam o que querem e os súditos obedecem. Mas entre vós, diz Cristo, não seja assim (Mateus 20:26). Entre os cristãos, cada um e juíz do outro e, inversamente, também sujeito ao outro (apesar de os tiranos clericais terem feito da cristandade uma autoridade secular).
(Martinho Lutero)